Quinta-feira, 30 de Julho de 2009
INÉDITO:PAPPARAZZI CAPUCHINHOS DISPUTAM MELHORES IMAGENS DA QUINTA D'ALVARENGA!!!
Não temos a mínima dúvida: vai ser a maior concentração de papparazzi capuchinhos alguma vez vista em Portugal!!!!

capuchinhos (16)t1

 

E não é razão para menos tal a beleza das imagens que se adivinham e as fotografias, "para mais tarde recordar" , que, durante todo o dia 5 de Setembro, na Quinta d' Alvarenga se vão captar!!!

A organização está a braços com esta avalanche de fotógrafos, operadores de câmera, etc, que já começou a subir até S.Pedro do Alvito, a meia dúzia de Kms de  Barcelos, e onde, no dia 5 de Setembro decorre o nosso 13 Encontro ( oh irmão editor, pára lá de repetir tanto a data que a gente já sabe de cor!!!)

Porém, há um pequenino problema! De facto, só quem se inscrever através dos seguintes mails

ajoaquim.silva@gmail.com

‘armeniomedeiros@hotmail.com’

é que poderá desfrutar de tamanho privilégio, ou seja, belíssimas fotografias com a família e os amigos!!!

Por que esperas? Inscreve-te já!

Até porque os nossos amigos anfitriões precisam de saber quantos somos!!!

Inscreve-te até dia 17 de Agosto, mas.... por que não já?! Depois vêm aí as férias e uma falha de memória todos temos!!!Vá!!!

capuchinhos (21)A

capuchinhos (9)g

capuchinhos (16)t

 

joaosantoscostat

-Olá! Este Colaço é um inventor. Agora deu-lhe  para me chamar o rei dos papparazzi minori !!!

Provocações à parte façam favor de se inscreverem!!!Lá vos espero em Barcelos, a 5 de Setembro, a disputar comigo os melhores ângulos, os melhores enquadramentos, para que nada se perca do muito que por lá se vai passar!

Obrigado, grande Frei João Santos Costa, pela ajuda  neste apelativo  texto à participação do pessoal!!!

antónio colaço


publicado por animo às 17:54
link do post | comentar | favorito
|

ARMÉNIO MEDEIROS:EU JÁ VI DIDALVI!
capuchinhos (28)Ct

Olá, Irmão Sol! Aqui vai mais uma dica acerca do próximo encontro dos AAC. na Quinta D'Alvarenga, em Barcelos.

O amigo Colaço  tem toda a razão quando afirma  que aquele local é um sonho. É um sonho e uma realidade.

Só quem vê, poderá comprová-lo.

 
 O lugar é idílico porque engloba, em si, uma auréola ecológica de beleza e fulgor raramente vistos. Penso que os nossos amigos e antigos companheiros  não irão faltar porque S. Francisco também lá vai estar e dar-nos a sua benção  pela nossa presença.

capuchinhos (8)a
 A meu ver, ninguém deve perder tão bela oportunidade, até porque, em lugar algum, como ali, encontraremos onde, juntos, possamos dar largas à imaginação e ao contentamento.
Parabéns, aos promotores desta tão feliz iniciativa!
 Um grande abraço para ti, Colaço, para ti, J. Alvarenga e para ti J. Teixeira. Sempre atento ao Irmão Sol.

Arménio Medeiros


publicado por animo às 17:13
link do post | comentar | favorito
|

LOUVADO SEJAS, OH MEU SENHOR PELA IRMÃ TERRA...
capuchinhos55G

Ontem como hoje, louvando o Senhor, mas agora na dureza do trabalho.... rural!!!

Ou de como estes dois cantores, à esquerda,Frei Joaquim Afonso, e Frei António de Gavião- meu caro Frei João Teixeira estás aqui a mais a não ser que envies uma foto das tuas agriculturas - são hoje dois exímios "lavradores!!!

jockin7

girassol3a

O editor,  para que não julguem que passa a vida ao computador!!!

 

Olhem só alguns dos produtos do Jockin:

jockin10jockin8

jockin9


publicado por animo às 16:47
link do post | comentar | favorito
|

SERAFÃO (II).LEGAR HERANÇA HONROSA
O irmão sol é assim. Não larga os assuntos enquanto não sentir que tudo ficou dito e  tudo ficou muito bem  ... visto por todos!!!

Acabadinha de chegar a reportagem fotográfica deste grandioso 1º Encontro do Grupo Cultural e Recreativo de Serafão, ou não seja  Serafão uma pátria da comunidade franciscana capuchinha portuguesa. ac

jockin1

Para ilustrar as imagens, este vibrante apelo final de Joaquim Afonso:

"É, por fim, falar do futuro que já foi ontem e continua a ser hoje “ in aeternum”.

Beneficiamos actualmente das mínimas infra-estruturas( básicas) essenciais, de casas e habitações mais confortáveis e modernas, pese embora alguma descaracterização paisagística, de acessibilidades mais capazes embora insuficientes, de assistência médica generalizada, de acesso ao ensino e à cultura, veja-se a internet e a televisão, (nunca antes imaginada), ao desporto e ao lazer, etc, mas ainda há muito caminho a percorrer (a fazer). Banir discrepâncias e assimetrias sobretudo a nível dos menos beneficiados, zelar pela segurança e bem-estar das crianças e dos mais velhos e aproximar mais e melhor os cidadãos de causas que promovam o bem comum e o progressivo desenvolvimento desta terra.

Unir esforços para legar uma herança honrosa às gerações futuras."

jockin5

jockin3

jockin2

-Oh! Joaquim, que categoria de discurso, meu !!! Em tua huonra bou dar cabo desta maurguinha!!!

jockin4

-Oh Herculano, dá cá um abraço, carago! Que orgulho ver esta gente manifestar tanto amor à nossa terra!!

MIRA 09  HERCULANO ABRAÇA MONTEIRO2d


publicado por animo às 16:19
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
ÚLTIMA HORA.ARTUR BELEZA LANÇA DVD EM BARCELOS!!!
capuchinhos (18)t

É um rigoroso exclusivo do irmão sol: esta é a capa do mais recente DVD  que o nosso Artur Belezaconsagrado Pavarotti capuchinho se prepara para lançar em Barcelos, no próximo Encontro de 5 de Setembro!!!

O tema do álbum, só com inéditos do cantor/compositor, chamar-se-á " EU VI A BELEZA DIDALVI". Tanto quanto foi possível apurar pela nossa equipa papparazzi que já fizemos deslocar para a Quinta d'Alvarenga, de facto, o cantor tem sido visto e ouvido por entre o magnífico arvoredo ensaiando alguns dos temas de cariz mais franciscano dada a majestade da paisagem envolvente!

Espera-se grande afluência de público para o Concerto de 5 de Setembro e o irmão sol está já a negociar ( quer dizer, apesar de menores precisamos dos euros para a nossa obra assistencial...) os direitos de transmissão via Net, havendo uma televisão nacioanl já interessada, igualmente, na transmissão do evento!

Se ainda não se inscreveu, esperamos que esta notícia te tire todas as dúvidas!

Ou seja, à borla, comer e ... ouvir Artur Beleza!!???Por que esperas?!

Inscreva-se já! Clique para estes mails:

ajoaquim.silva@gmail.com

e

'armeniomedeiros@hotmail.com'

Não se esqueça, deve inscrever-se até dia 17 de Agosto, para que os nossos amigos João Teixeira e João Alvarenga possam saber quantos somos para que nada nos falte! Para que nada te falte!!!

Ah! E para que a editora de Artur Beleza saiba, também, quantos DVD deve levar para  as .... ofertas!!! Isto para não falar da reedição dos conjuntos RÉ MAIOR, e POPBRES!!!

 

antónio colaço

 

NR- Bom.... nesta luta diária para incentivar os nosso amigos a subirem até Barcelos, no próximo dia 5 de Setembro, vale tudo e mesmo o recurso à....ficção! Ou seja, para além do que há de verdade, esta do Artur....é como se diz, "qualquer semelhança é mera coincid...."

A propósito, ARTUR, ONDE É QUE TU ESTAVAS, perdão, ONDE É QUE TU VAIS ESTAR NO PRÓXIMO DIA 5 DE SETEMBRO?!

Vá, deixa-te de m...., e toca a inscrever-te!!! ac


publicado por animo às 11:39
link do post | comentar | favorito
|

AMAR SERAFÃO E DAR A CONHECER A SUA HISTÓRIA
capuchinhos10t

Pois bem, não acordem o menino, que é tão grande e está dormindo... Mando-te o texto produzido para o encontro de Serafonenses no qual estavam presentes algumas figuras conhecidas da nossa praça,vulgo de Serafão. Foi um encontro cordial e amistoso de velhos conterrâneoas ligados à causa pública, passada e presente. Abraços nossos para os vossos. Até breve

Joaquim Afonso

serafão2

ENCONTRO DE SERAFONENSES / JUVENTUDE DE SERAFÃO


 25 DE JULHO 2009 - EM SERAFÃO – FAFE


 Um simples contributo


 



Costuma-se dizer que ninguém é profeta na sua terra e com isto apenas quero dizer que não pretendo subtrair os profetas que ao longo dos tempos nos prometeram um mundo novo e não se aperceberam que o povo quer mesmo um mundo novo a sério.

Este encontro desejado e organizado por um grupo de serafonenses (ilustres), tenazes e de grande memória, traz consigo à luz muitas recordações singulares, humildes, gloriosas (e tenuamente épicas) de um passado já relativamente longínquo, mas genuíno e de grande significado local e regional e também as memórias mais recentes – um desafio para uma terra nova, uma aldeia nova, uma vila nova, que desde tempos idos e difíceis foi sonhada por jovens e adultos simples, corajosos e destemidos desta laboriosa terra – não tempos de leite e mel, que também o havia, mas de fel e sacrifício, (que o digam os nossos entes queridos já idos se a voz o tempo não apagasse e os pais daqueles que têm a sorte de contemplar os seus filhos).

serafão6


Alunos da EB1 .Pode saber mais aqui!



Esta terra, terra de Serafão, cheia de tradições, odores e beleza, não a das estátuas esculpidas pela arte e engenho humano ou génio de um artista, mas a beleza simples e original do campo e das pessoas, herdeiras de uma memória colectiva e prenúncio (fecundo) de prosperidade futura.

O que é hoje, Serafão? Contraste radicalmente com o seu passado arcaico, rural, semi-conservador e artesanal, dividido entre o respeito e o medo, entre o profano e o sagrado, … muito submetido às leis naturais e aos rituais cíclicos da vida, imposições políticas, religiosas e sociais na sua globalidade, não obstante, se distinguir gente anónima, homens e mulheres de grande mérito, prestígio e bravura tal, que mereceram no passado e continuam a merecer hoje, justamente, a nossa distinção, respeito e perpetuidade, as quais me escuso de mencionar neste momento, mas que quero destacar nesta ocasião.

Encontro de Serafonenses versus encontro da juventude de Serafão. Mas que juventude de Serafão?  

serafao3


Um importante achado arqueológico



No passado Serafão – Cellafano – Cellafão – Cerafão -  (nome que remonta às origens ou talvez mesmo antes da fundação da nacionalidade portuguesa), uma terra às escuras, abandonada pelo poder político, com  aglomerados populacionais dispersos, que mal constava nos mapas regionais e nos mapas de Portugal, nos anais de um povo, nos roteiros turísticos pelo seu ruralismo primitivo e natural, de caminhos tortuosos e íngremes, um verdadeiro paraíso ecológico, um povo simples, uma comunidade trabalhadora na faina do linho e do azeite, do milho e do centeio ( que gritem os moinhos desactivadas pelo progresso contemporâneo e as tecnologias), da batata e dos legumes, do feijão e do vinho, da água repartida segundo regras antigas, da propriedade de subsistência, do ferreiro e do sapateiro, do barbeiro e do pedreiro, do carpinteiro e do comerciante, do proprietário, do caseiro e do jornaleiro, do cesteiro e da tecedeira, da costureira e do alfaiate, do pastor e do mineiro, do moleiro, do carteiro/carteira, dos estudantes e jovens, do cantadores e tocadores populares, dum regime comunitário singular, dos emigrantes e tantos oriundos desta terra que nunca renegaram o seu berço, da guerra indesejada e servil, da religiosidade popular, da alegria das lavradas de Maio e das ceifas e vindimas de Outono – tão poéticas e ao mesmo tempo tão dramáticas – das estações do ano sempre renovadas e viçosas.

Falar de Serafão é falar da carta nunca recebida, do amigo ou parente distante, dos pais que amaram e amam os seus filhos, do moribundo agonizado, das promessas não cumpridas e (eternamente) adiadas, das calçadas cavadas pelos carros de bois chiando nas escarpas dos montes ou nos caminhos e quelhos tortuosos, do rio Torto – note-se a ironia – marco de um tempo - tão límpido, cristalino e fecundo no passado  e actualmente triste e moribundo – o rio da minha aldeia já não é o rio da minha aldeia - ( não é para ler -  quem nasce torto tarde ou nunca se endireita, diz o povo ), das casas simples e sombrias onde o conforto era uma utopia, das crianças tão precocemente condenadas à labuta, das mulheres tão prematuramente viúvas, das mães que nos ensinaram a valorizar o sonho, a rectidão, a dar valor ao trabalho, a enfrentar os desafios e a reconhecer as nossas raízes, a justiça, a religião, a determinação, a escutar e a ter gosto pela vida, do sofrimento, da solidariedade e particularmente da liberdade.

serafao4igreja



É falar da sua igreja, das suas capelas, das festas e romarias e também das escolas, dos professores/professoras que heroicamente e com métodos considerados hoje pela pedagogia moderna menos adequados/ultrapassados, mas com muita dedicação e amor à causa, muito contribuíram para a nossa alfabetização e alicerces culturais.

É, enfim, recordar todos aqueles (homens e mulheres) que nos precederam e deram o seu contributo nas mais diversas actividades para o desenvolvimento social e cultural e progresso democrático.

Mas, é também falar do tempo em que não havia luz eléctrica, rádio, televisão, telefone, táxi, telemóvel, internet, televisão a cores e outros bens que tornam a vida actual mais fácil, da generosidade de quem contribuiu para erigir a cabine de Serafão, da candeia a petróleo ou a azeite como companhia nas noites de invernia apocalíptica, do telefone único e distante para a maioria das populações, do médico ausente e da saúde adiada, da ausência de comunicação e transporte, da falta de infra-estruturas básicas, de uma povoação quase isolada do seu concelho e distrito e do mundo em constante mutação.

É falar de um passado humilde de paz e harmonia, de inquietudes, sobressaltos, irreverências, incertezas, confrontos semi-pacíficos, incompreensões, de tensões e de revolta contra a injustiça e a dignidade humana, a opressão e a vassalagem e ao mesmo tempo de um desejo profundo de libertação, de emancipação e progresso.

É, por fim, falar do futuro que já foi ontem e continua a ser hoje “ in aeternum”.

Beneficiamos actualmente das mínimas infra-estruturas( básicas) essenciais, de casas e habitações mais confortáveis e modernas, pese embora alguma descaracterização paisagística, de acessibilidades mais capazes embora insuficientes, de assistência médica generalizada, de acesso ao ensino e à cultura, veja-se a internet e a televisão, (nunca antes imaginada), ao desporto e ao lazer, etc, mas ainda há muito caminho a percorrer (a fazer). Banir discrepâncias e assimetrias sobretudo a nível dos menos beneficiados, zelar pela segurança e bem-estar das crianças e dos mais velhos e aproximar mais e melhor os cidadãos de causas que promovam o bem comum e o progressivo desenvolvimento desta terra.

Unir esforços para legar uma herança honrosa às gerações futuras.

Folheando alguns documentos das minhas memórias e não sou a melhor memória desta terra, considero importante realçar o contributo de todos aqueles rapazes e raparigas, homens e mulheres deste quinhão, uns morando cá, outros dispersos por vilas e cidades de Portugal, outros emigrados em países estrangeiros levados não pela aventura, mas pela penúria, pela fuga à guerra imposta, pelas precárias condições de vida, também eles eco e testemunho vivo desta terra, mãe e um pouco (paradoxalmente) madrasta.

Muitos episódios tenho guardados na minha memória e guardados estarão na vossa memória e na nossa história e na memória de muitos protagonistas anónimos, provavelmente aqui hoje presentes sem desejo e reivindicação de louvor, mas apenas por vontade de se reencontrarem na terra que os viu nascer e crescer e à qual estão unidos por laços de familiaridade, amizade e solidariedade.

 Um grande palco de grandes acções e emoções.

Quantos caminhos e quantos anos percorridos para hoje estarmos aqui! Quantas faces então jovens e belas e hoje mais matizadas e amadurecidas pelo tempo! Quantos filhos e quantos netos! Herdeiros vivos desta nobre terra encantadora…Quantas histórias por contar…

Os mais velhos têm o dever cívico de dar a conhecer e mostrar às gerações  vindouras o verdadeiro passado desta terra e dos entes que os antecederam. Não as quimeras e fantasias, mas a verdadeira história, já parcialmente contada em monografias e outras obras, mas sempre incompleta, aquela que nos caracteriza como povo, aquela que nos faz singulares, um povo chamado de Serafão e nos torna em muitos aspectos, únicos e peculiares no universo fafense.

Orgulho-me de Serafão e dos meus conterrâneos ou serafonense e agradeço o honroso convite feito pelo meu amigo e conterrâneo José Gonçalves (do Outeiro do Paço) e restante equipa e desejo a todos os presentes as maiores felicidades. Obrigado por esta oportunidade.

Viva Serafão! Viva o povo de Serafão!

Tenho dito.

Joaquim Afonso

vaz4a

 - Quim, Quim, conta-nos mais histórias assim!!! Oh! Agostinho Vaz, baixa aí o rádio, meu, vamos ouvir mais histórias do Quim!!!Mas...queremos histórias com fotografias maiores, pá!!! Estas foi uma senhora muito simpática lá da tua terra, Quim, que nos indicou o site!!! Bota aí umas foto de jeito da tua terra!!!!


publicado por animo às 11:18
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
A PARÁBOLA DE 5 DE SETEMBRO
girassol4

Irmãos, isto que vedes aqui é a parte mais alta do meu Vale das Árvores, uma espécie de meio hectar de Céu (é muito menos mas.... soa melhor!) e onde resolvi semear algumas sementes de girassol sabendo que o terreno não sendo de boa qualidade dificilmente dará girassóis pujantes. Mas a generosa Irmã Terra, fazendo-lhe chegar alguma água lá os vai fazendo crescer. Porém.....

girassol3a

...(não se assustem!!!Sim, é o editor de serviço, de vez em quando também convém dar a cara, como é a fase em que estamos, para dizer que estarei em Barcelos, com a minha mulher, no dia 5 de Setembro, claro, e até  já estamos inscritos, não é António Joaquim?)...

Porém, como ia dizendo - e é por isso que a foto deste castiço para aqui foi chamada - cá em baixo, numa terra muito melhor, as mesmas sementes dão estes pujantes girassóis, porque são mais regados, a terra é melhor, em suma, são bem tratados. Nada lhes falta!!! E até deram para fazer este quadro com que no ano passado celebrei os 50 anos de Gondomar /800 anos de S.Francisco, e que está neste momento em exposição até ao dia 8 de Agosto, na Galeria da Biblioteca Municipal de Aljustrel, seguindo, depois, para Messejana, onde é inaugurada em 15 de Agosto, na Capela dos Santos Reis, chamando-se Perto do Princípio, em homenagem ao meu querido Pai, natural desta típica  aldeia alentejana...ufff

capuchinhos17a

Ou seja, o nosso tão desejado Encontro de 5 de Setembro, só poderá frutificar, dar boa semente, bonitos girassóis,

GIRASSOL1q

como estes, se cada um de nós passar a palavra ao amigo do lado, ao companheiro de ano que está indeciso, ao amigo que todos os anos diz que é desta é que vou e ... nada!!!

girassol2a

Irmãos, toca a girar daqui para fora!!! Toca a regar esta ideia em que acreditamos! Sejamos o sol que falta aqueles que ainda não se decidiram a passar um dia em cheio na PAZ e no BEM de Francisco! Para que a Luz de Deus nunca nos falte!

É tão simples: Clica nestes mails e diz quantas pessoas levas em 5 de Setembro para ajudar a tornar mais luminosos os nossos dias!

armeniomedeiros@hotmail.com   e ajoaquim.silva@gmail.com

Obrigado!

NR - Amanhã publicamos mais textos que não param de chegar! Escreve-nos também! O que esperas do 5 de Setembro? O que mais gostavas que pudesse acontecer?ac


publicado por animo às 15:39
link do post | comentar | favorito
|

A BARCAÇA DE NOÉ!Joaquim Afonso regressa à escrita
capuchinhosw

-Touê, Joãoê! Oh! pá, aquele gajo lá do Sul nom me larga e olha, aí bai disto, carago!!! Diz se gostas!!!

A BARCAÇA DE NOÉ


 



Incumbe-me Delgadus Maximus, superior altíssimus ab conventum, depois de consultar seus venerandos anciãos reformados e altas patentes da hierarquia e também auscultar os altos desígnios dos deuses, gravados a ferro e fogo nas tábuas abençoadas em parte incerta, suspeitas que em Gondilanes, Vilarecho, terras baixas de Barreiro ou afins de Fafe ou algures em Messejana, onde antes havia mar ou Mação de Alcains ou talvez em Requeixo – Travassós e segundo testemunhos e notícias mais recentes porventura misturadas com tijolos ressequidos e outro lixo não reciclado de um antigo monumento restaurado lá para os lados… com muito dinheiro de usurários e contribuintes anónimos para augúrio de poucos que representam muitos e que pincelados por génio de artista habituado a vasculhar os caixotes de lixo, vulgo (baú de arte menor),

exposiçãomarço2

Nova imagem (23)

 

 enobrecem causas diferentes e altruístas dignas de mérito, diz-se, que me dirija ao mais senior ou ao mais junior e lhe revele o profundo sonho oculto desde tempos imemoriais, no sentido de construir um convento mais adequado à modernidade eremita.

Podendo ser na Costa dos Lameiros, perto da Costa de Paredes, transição para S. Michel del Monte, lugar ermo, cheio de mato, urtigas e silvas, figueiras do diabo e figos já maduros nesta época, abelhas, vespas e abelhões, mel silvestre, grande variedade de plantas raquíticas e picantes, muitos insectos e répteis não venenosos, batráquios microscópicos em extinção, dispersos por lagos e pequenos riachos onde antigamente surgiram vulcões provados por cientistas de renome que já estudaram a arqueologia, fauna e flora e penedia adjacente, desejosos de vida quase extinta, água de mina descoberta por Celtas e Iberos,  pastagens verdejantes  para vacas, bois, cabras, cabritos, ovelhas e carneiros, coelhos, lebres e lagartos minúsculos pouco evoluídos  do  Rex  Dinossaurius, dizem, habitat de civilizações antigas, superiores e prematuramente extintas pelo dilúvio, com bela vista para o céu estrelado,  Gondilanes, monte de Santa Cristina d´Agrela, Senhora do Sameiro, Bispos e Arcebispos de Braga e outras p(u/o)testantades, picos das serras do Gerês, Falperra e Cabreira, muito propícias ao silêncio – montes e montanhas sacrossantas - itinerários remotos de peregrinações antigas entre norte e sul, segundo a tradição oral.

Aí instalados, distribuir-se-ão por três luxuosas tendas: uma para o chefe orientada para a constelação de Cassiopeia, outra para os simples orientada no sentido da ursa menor e outra para os mais simples e divergentes, vulgo ofmcap  e abandonados, orientada no sentido da ursa maior, mas todas em sintonia com a estrela polar e a lua.

As três tendas primariam pela higiene, bem - estar colectivo.

Assim dispostas em lugar privilegiado e quase divino, à semelhança de Noé, no caso da subida crescente e inesperada da água do mar, das ondas e da mina do ermo, todas as populações das zonas mais baixas ficariam submersas e nós salvos estaríamos.

Se tal acontecer, o remédio é embarcar, transportando no mínimo um casal de animais e de aves do ermo, nomeadamente pardelhos diversos com exclusão de pegas e éguas selvagens, cucos, morcegos, rolas, cegonhas e melros e porque não, os canários e piriquitos armazenados em cativeiro, sabe-se lá onde, e assim, hoje, graças ao GPS não seria difícil a orientação, pois animais cheiram animais e esta cadeia de odores funciona como as ondas hertezianas e movidos pelo instinto de conservação atracariam onde lhes cheirasse a animais, claro de outra estirpe, mas da mesma espécie. 

Provavelmente sonhando com a Quinta Pedagógica D´Alvarenga, mais atraente, cheirosa e propensa ao reencontro e acasalamento, em Alvito S.Pedro- Barcelos.

Na dita cuja, encontrariam refúgio e lautamente saciariam muita fome da extenuante  viagem e da permanência no ermo. Conviveriam amistosamente com os animais mais evoluídos pedagogicamente, os mais sábios dariam eloquentes lições aos mais ignorantes e aqueles que por motivos muito graves se não enquadrassem na dita, seriam expulsos e lançados aos bichinhos muito transfigurados e irreconhecíveis ou ao pântano do dilúvio, acabando por se extinguirem alimentando copiosamente os irmãos peixinhos, privando -se assim do verdadeiro paraíso ecológico. Deixariam de se reproduzir e pecar contra um mandamento original bíblico.

capuchinhos4

 

O chefe ficaria triste, depois de tantas e heróicas chamadas de atenção para os comportamentos menos adequados e ausência, o céu que está próximo, tornar-se-ia num inferno.

capuchinhos6a

 

Alguns dos sobreviventes da Barcaça de Noé (vendo-se o autor da prosa na ponta direita!!) , secando seus corpos a caminho de Barcelos, no próximo dia 5 de Setembro.(Por acaso a foto é de 1969, nas margens do Cávado, Barcelos!!!)

 

Portanto, se isto acontecer, depois de passar a “Babilónia” atormentada, quase sem timoneiro e debaixo dos destroços sobreviver e conseguir ver o fim do túnel é sinal de vitória. Lá retemperará as forças e participará num opíparo banquete e do bolo trazido de Passos, lá para os lados de Mirandela, que segundo rezam as escrituras mais antigas, será jubilosamente servido a quem o merecer, num trono elegante, um à direita e outro à esquerda, solenemente presididos por duas grandes e ilustres personagens e restantes acólitos, que presumo discursaria da maneira que já o Outro, o mais velho discursou e que me atrevo a citar: “ Vinde a mim, meus dilectos filhos queridos, extraviados, desterrados e abandonados livre ou forçosamente, tipo pai do filho pródigo, errantes por caminhos tortuosos e íngremes, nunca antes navegados e eu vos aliviarei;  comei e bebei, não o pão que o diabo amassou, pecai até à saciedade, pois  a vós está reservado “ in aeternum” um grande lugar neste templo a que tendes direito desde o princípio, desde que iniciaste esta grande jornada em direcção à Quinta Pedagógica prometida. O altíssimo é tão clemente e misericordioso que se alegrará. Aqui, já não são precisas mais tendas, deixai-as, saí do inferno de cafarnaum, pois tendes um parque onde podeis estacionar as vossas carroças, carabanas e  autocarabanas, bicicletas e até avionetas e motas de água. Se houver um dilúvio ,telefonarei para a baleia e as vossas vidas estarão salvas. É tudo o que tenho para vos dizer e oferecer. Quereis mais?”.

O superior ab conventum Maximus ficará muito contente ou triste ao saber que o mensageiro brincou e desvirtuou o seu augusto desígnio.

Obrigado.

Joaquim Afonso

 

NR - Para o redactor de serviço este é um momento privilegiado. Ou, como dizíamos em linguagem inventada pelo Jockin ( carinhoso diminutivo do Quim Afonso ) PIMVA! PIMVA!  O Quim já cá está!!!) ac


publicado por animo às 15:12
link do post | comentar | favorito
|

50 ANOS DE SANTIDADE UNEM JOQUIM MONTEIRO,JOSÉ LOPES E HERCULANO ALVES.
fr José e fr Joaquim (foto João Santos Costa)2

MIRA 09  HERCULANO ABRAÇA MONTEIRO2

MIRA 09 HERCULANO PARTE BOLO 50 ANOS PROFISSÃO

Obrigado especial à nossa delegação em Fátima - desculpa lá irmão Frei Joaquim Lopes Morgado, mas isto assim é mais cool - e ao nosso repórter fotográfico, Frei João Santos Costa, a possibilidade de evocarmos aqui os 50 anos de Ordenação Sacerdotal  dos Padres Joaquim Monteiro e José Machado e os 50 de Profissão do Pe Herculano Alves!

No dia 5 de Setembro, se quiserem ter o prazer de se juntar a nós, em Barcelos, cantaremos  todos a uma voz: Parabéns, a vocês!

Ou, como dizemos aqui na redacção: O que os anos nos fazem quando fazemos anos.

antónio colaço . texto

joão santos costa . imagem

joaquim  lopes morgado . pesquisa


publicado por animo às 14:51
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Julho de 2009
PST!!!EH! TU AÍ QUE AINDA NÃO TE INSCREVESTE!!!CHEGA AQUI,POR FAVOR!!!
alvarenga3

Sim, soubemos agora que tu, amigo, até aqui estavas como Tomé! Precisavas de ver para crer! Então, olha, mete aqui os teus olhos e diz-nos se não é fabuloso podermos dispor, este ano, de um cenário paradisíaco para o nosso 13º Encontro AAC,  de Sábado, 5 de Setembro, na Quinta d'Alvarenga, ali às portas de Barcelos, e onde almoçaremos e conviveremos depois da Eucaristia que celebraremos na Igreja do nosso Convento de Stº António depois de.....

alvarenga2a

....Eh!, irmão Colaço, desculpa lá vir aqui meter-me no teu texto ( explica aí ao pessoal que és tu quem me pões a falar, certo?! )mas era só para vos dizer que eu e o João Teixeira tudo queremos fazer para vos receber o melhor possível mas precisamos que nos digam, pelo menos até 17 de Agosto, quer dizer, o mais cedo possível pois o pessoal vai de férias e não tem tempo para vir aqui abrir os seus computadores, quer dizer, as portas deste nosso Convento virtu@l - sim, um Convento de todas as virtudes, nomeadamente a da organização!!! - e dedicar um só minuto a clicar nos mails que o João Teixeira já vos vai indicar!!! A sério, estou com imensas saudades de vos encontrar a todos, a começar por este castiço do Colaço ( é ele que está a auto adjectivar-se, mas pronto!!!) e acho que vamos passar uma tarde agradabilíssima. João Teixeira, entra aí tu:

capuchinhos50t

 

- Oh, pá, este Jairzinho da gaita ( era assim que eu  tratava o irmão Colaço, que, de bola... vou ali já volto, mas "estilo" tinha, sim senhor!!!) não tinha nada que me convocar para este texto!!! As pessoas assustam-se só de pensar que nós os dois é que vamos ser os cozinheiros!!! Quer dizer, sei que o Colaço até confecciona para aí uns pratos de se lhe tirar o chapéu, aliás, outro dos alcunhas dele, em Barcelos, era o Frei Farófias, iguaria aprendida com sua Mãe, já que, como todos se lembram, no Noviciado aprendíamos de tudo um pouco!!!

Bom, mas para recordar todas estas coisas é  que eu,

capuchinhos (63)at

-...agora na actualidade ( o que fazem as novas tecnologias!!!) estou aqui para me juntar ao João Alvarenga e pedir-vos, pedir-te a ti que ainda não te increveste, vem cá, dá cá a tua mão e clica aqui, vá lá:

maocomputador

armeniomedeiros@hotmail.com     e      ajoaquim.silva@gmail.com

 Se clicaste, estás inscrito!!!

É HOJE!!!! POR QUE NÃO .... A    G    O    R    A?!

Em última análise o mail do irmão sol ( irmaossol@gmail.com )também pode funcionar que a sua redacção depois faz-nos chegar!!!

A sério, dava-nos muito jeito!!! Imagina quando recebes pessoas lá em casa ( quem era, quemera o nosso amigo " láincasa?!! ?!) as voltas que não dás para saberes ao certo para quantas pessoas tens de arranjar comida, acepipes, bebidas....

Ainda por cima não queremos que te falte nada!!! Fica-me mal estar a relembrar que é tudo oferta nossa, por isso, em troca, se quiseres, oferece-nos a tua inscriçãozoca ( oh Colaço podias ter arranjado aí uma rima mais rica!!!)!!!

Vá lá!!!

Um bom fim de semana para todos! Se ainda não se decidiram.....façam-no quanto antes!!!

antónio colaço


publicado por animo às 17:19
link do post | comentar | favorito
|

Visitantes
pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Visitantes
blogs SAPO
subscrever feeds