Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012
MATINAS

Tejo,às 07.46.

 

CHEGOU.

Vou, como tu, Sol,começar a saga de mais um dia.

Obrigado.

 

antónio colaço



publicado por animo às 08:24
link do post | comentar | favorito
|

COMPLETAS DE ONTEM COMO SE FOSSEM MATINAS DE HOJE

Foto.Um destes dias no Cais do Montijo

 

Quero ser este homem que todos os dias vai ao cais despedir-se do sol.
O sol recompensa quem sempre nele acredita.
Quem sempre acredita que no dia seguinte
ELE CHEGA SEMPRE!

antónio colaço


publicado por animo às 01:01
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 29 de Janeiro de 2012
VOANDO PARA SUL....

 

A caminho do sul.

A ânimo vibra com Sesimbra.

 

antónio colaço



publicado por animo às 14:31
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012
MATINAS

 

Uma semana depois a ânimo continua a ver o sol nascer e a dar graças por tal Benção,a admirar-se e a agradecer todos os incríveis gestos de amizade, a exaltar-se com os mais recônditos pormenores em que tropeça, desde o continuado voo das gaivotas, aos ansiosos e cansados rostos dos habitantes das paragens do 727,732,para terminar nas derradeiras despedidas do astro rei ele mesmo desesperado pela primavera que tarda.

Mas...uma semana depois, a ânimo reconhece que precisa de mais algum tempo para beber até à última gota o sangue de uma compulsividade comunicativa que jamais poderá voltar a criar-lhe a ilusão de que o mundo só pula e avança na rigorosa proporção do seu desmedido e desregrado egocentrismo.
A ânimo esteve no fabuloso concerto de Ano Novo e também na homenagem a Gustav Leonhardt, chegou, finalmente, à fala com esse imparável João Vaz, dinamizador por excelência dos adormecidos órgãos de Lisboa e com quem queremos voltar a falar, a ânimo tem visitado exposições, doentes com a morte no horizonte, gente com ideias aos montes....e com tudo a ânimo se rejubila sem que tenha de descer à vila.
Por quê, então, este continuado silêncio?
Essa resposta só a continuação deste silêncio permitirá.
A ânimo aceita, no entanto, que quem quiser possa subir a este terreiro dos "COMENTARIOS", ou através do seu mail, aqui apressando, com o seu voluntário testemunho, o fim deste silencioso mundo.
Muito obrigado.

antónio colaço

 

COMENTÁRIOS

 

De Paulo a 26 de Janeiro de 2012 às 10:50

 

Foi realmente um silêncio algo insurdecedor...
Algo de estranho se passa no reino da Dinamarca.
Espero que resulte apenas da elevada ocupação com o novo projeto.
Abraço
Paulo
*******************************************************
De jose sobral ribeiro a 26 de Janeiro de 2012 às 14:58
Dias de nevoeiro,dias de chuva é um carrocel de idas e vindas do bom e mau tempo.
Estamos cá é para isso gozar o sol, e a chuva , a neve e as amizades saudosas que perdemos por aqui e por ali.... foram-se os anos da juventude,vieram os da madureza, estes nos ensinam o que no passado era trovoada, ou repicar dos sinos no amor, na fantasia e no deixa andar.
Como é bom ser sábio, sabendo que nada sabemos e que fazemos prosa de ignorâncias que chocalham no coração, mas para nós são bombons saborosos a satisfazer vaidades...sei lá...
Frei Zé de Matosinhos


publicado por animo às 08:48
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012
PARABÉNS, LÚCIO LOBATO

Bom dia, António
Na verdade somos mesmo muitos e a prová-lo tivemos nos últimos dias aniversariantes quase diariamente ( nos dias 10,12, 13, 15 e 18). Eles sucedem-se naturalmente, contribuindo para a alegria de todos nós.
Assim, HOJE, dia 19, está de parabéns  Lúcio Serras Lobato, do qual tenho apenas o seguinte contacto -luciolobato@sapo.pt; e
no dia 21 está de parabéns o Francisco Lourenço Cardosa, tel 966 619 941.
Um abraço
Adriano

 

EM EDIÇÃO



publicado por animo às 09:26
link do post | comentar | favorito
|

ANSELMO BORGES, O CORPO E A TRANSCENDÊNCIA EM DEBATE

Meu muito estimado Amigo:
Mil graças pelas palavras sempre gentis que tem sobre mim.

Imerecidas.
Envio-lhe este debate. Uma forma de dar a conhecer o meu último livro.
Abraço grande e amigo
Anselmo

FAZ DUPLO CLIC NA IMAGEM PARA PERCEBERES A RIQUEZA DO PAINEL

 

NR

Um Debate que nos deixe a todos nós, "os do Sul", com uma tremenda inveja!!!

Para os nossos amigos que estão pelo Norte aqui fica a notícia, melhor, o DESAFIO:

- IMPERDÍVEL!

antónio colaço



publicado por animo às 09:04
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012
HEAVENBOOK


Um destes dias esqueci-me por completo de dar os parabéns a um amigo que muito prezo.Quando dei por ela, meti-me ao caminho, liguei-lhe e, como vai sendo hábito,saquei da minha "Parrot", harmónica de boca, vulgo, "gaita de bêços", como se diz no meu Alentejo ( uma gaita made in China, só podia...)e aí vai disto, "Parabéns, a vocêêê....."!
2
Ontem, melhor dizendo, hoje, depois do frenesi dos telefonemas, sms, mail e....faceparabéns,dei por mim a tropeçar em dois ou três silêncios rolando aos trambolhões pelas escadas da memória dos meus afectos.
Na hora de me sentir ignorado, esquecido, marginalizado....tiniu a campainha do acerto de contas, tipo,"mas por quê tanto drama, meu, não te esqueceste,também, e logo de J ?!Vê, no entanto, que ele não se esqueceu de ti!"
Sim, quase desejei, ontem, ter sido justiciado por J com um esquecimento igual.Igualzinho.
3
Esta imagem que hoje revelo da minha breve infância por um dos jardins de abastada vivenda, lá para as bandas da Rua da Constituição, no Porto,contém a chave para decifrar estes intermitentes amuos com aquele lado condicionado de mim a que nem sempre acudo com a mais que exigida prontidão.
Acho que estou nesta imagem com cara de caso.Alguma coisa não corria bem. As dedicadas mãos femininas que me acarinham sei que eram de alguém que me derretia com amor e carinho. Por quê, então, esta constante insatisfação?
4
Num dos afortunados textos que aqui publicamos do meu querido amigo Pe Anselmo Borges - ele mesmo, incansável, em trazer-me nas palmas das suas santas mão, nas nossas conversas privadas - abordava-se a questão da necessidade que todos temos de reconhecimento. De sermos tidos em conta.De sermos nomeados.Que o nosso nome conte, numa palavra.
5
Graças ao meu querido Pai, padeiro, quase em permanente transumância por terras do Alentejo e Beira Baixa, e com uma invulgar capacidade de fazer amizades por todas as terriolas por onde íamos passando - e não foram tão poucas como isso - amizade essa cimentada nas árduas solidariedades do quotidiano, desde o exigente trabalho nocturno de padaria, quase braçal, à pequena hortinha amanhada com um rigor que nem o nosso querido Ribeiro Teles lhe chegaria aos calcanhares, para não falar da artesanal construção de grande parte do humilde mobiliário da casa, conserto de sapatos e até, pasme-se, dinamização cultural construindo instrumentos para uma bem disciplinada banda que percorreria as ruas da aldeia em carnavalescos folguedos....graças a este tão fabuloso quanto encantador Pai, dizia eu,muito depressa lhe segui o passo na arte de fazer amigos como portos de abrigo para as constantes surtidas pelo encapelado mar dos meus dias.Quando às vezes me perguntam se não sofria quando me despedia dos amigos a meio de processos de conhecimento é certo que sim, mas não me recordo que tal tenha sido impedimento para avançar para os novos relacionamentos que a chegada a outra terriola como que exigiam.
6
Nestes meus 60 anos, o sexto e último ponto desta reflexão.Abençoo o tão mal afamado Facebook, para alguns - eu próprio demorei a aderir-lhe - mas que em boa hora aí está a provar de que QUEM verdadeiramente continua a contar SOMOS NÓS, cada um de nós, o Face só veio apanhar a boleia de nos entrelaçar os nós das tantas cumplicidades e vontade de comunicarmos, mesmo que, por vezes, apenas nos seus preguiçosos "Like"!!
Sim,ontem com os pré-históricos telefones, telemóveis, mails, sms, hoje, com estes modernos desenvolvimentos de Ipads,Ipfones4s, etc,UMA ÚNICA REALIDADE PERMANECE ACTUAL:CADA UM DE NÓS, COM O SEU PRÓPRIO NOME, A SUA PRÓPRIA HISTÓRIA,A SUA VONTADE DE FAZER DIFERENTE E MELHOR.
Sim, do que se trata é que cada um de nós apenas quer que o tenham em conta.
Que o seu nome conte.

Nunca duvidei, mesmo os meus amigos que se esqueceram ou mesmo quando eu, como a historinha que aqui evoco, me esqueci dos meus amigos,sabemos que os nossos nomes "estão escritos no Céu!"
É lá que nos espera o verdadeiro e Eterno...HEAVENBOOK!
Obrigado!

PS
1.Viram?!Não foram precisos os lencinhos para as propaladas qwérticas lágrimas!Estes publicitários são mesmo uns exagerados!!!!

2.Como os amigos da blogosfera não têm acesso ao Facebook se lá não tiverem inscritos, já se sabe, aqui deixo aquela que foi a minha melhor prenda:

-Os Pais do Francisco, Rita e Paulo,ofereceram-me, por inteiro,esta foto do Francisco com o texto que lhe segue!!!

Muito obrigado!!!

Vovô (Ânimo Dias Mais Leves), hoje convenci os meus papás a darem-te uma foto minha aqui.

Gosto dos teus bigodes, do teu vrum-vrum, do teu colinho, gosto de ti e dos teus 60 anos.

Este é o meu sorriso de Parabéns!

Beijinhos, Francisco.— Rita Colaço com Paulo Nuno Vicente.


antónio colaço



publicado por animo às 16:30
link do post | comentar | favorito
|

MATINAS ( COM DUPLO AGRADECIMENTO DENTRO)

Tejo, esta manhã.

O animador de serviço está a preparar um COMOVIDO OBRIGADO a todos os amigos que se lembraram dele, ONTEM,por ocasião dos seus S-E-S-S-E-N-T-A anos, aos que apenas se lembraram HOJE, e, por que não, àqueles que ainda estão a tempo de se lembrarem JUST NOW, o que quer dizer, AGORA MESMO!!!!
Até já!

NOTA
Um texto para cuja leitura, de tão comovente, exige que alertemos corações mais sensíveis e que assim possam passar-lhe ao lado.
Ainda temos para a sua adequada leitura, não óculos 3D, mas lencinhos para enxugar as mil e umas qwérticas lágrimas.
Obrigado.

antónio colaço



publicado por animo às 13:35
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 15 de Janeiro de 2012
MATINAS

 

Foto.Tejo, há instantes

 

Sem o esplendor de outros dias, obrigado, pelo envergonhado Sol deste dia.
Sim, sei o que me pedes.
Que nunca deixe de fazer brilhar a Tua Luz junto dos que me amam, mas, sobretudo, sim, no meu tantas vezes enublado coraçãozinho.
Obrigado.

 

antónio colaço

 

 

 

 

 



publicado por animo às 09:52
link do post | comentar | favorito
|

SESSENTA

 

No momento em que esta crónica sai para as bancas,cumpriram-se os meus 60 anos de vida.

Escrevo como quem esconjura.

Como quem bate o pé.

Recuso-me a envelhecer.

Fazer 60 anos é só para os outros.

Eu quero continuar a ter 6 meses.Quiçá 6 anos.Ou mesmo,de preferência, 16 anos.

Agora s-e-s-s-e-n-t-a?!

Não, não me passa pela cabeça, santa paciência.

E no entanto, é essa aidade que o meu BI, certeiro, sem tirar nem pôr, regista.

2

Nunca conheci nenhum avô e, no entanto, afortunadamente, tenho-o aqui à minha frente. Se fosse vivo, como eu, teria feito no dia 23 deste mês de Janeiro,128 anos.

Capricorniano como eu. Nascido, portanto, em 1884.

Eu acho que o meu avô havia de gostar de me ter conhecido, tanto como eu de conhecer, finalmente, o meu primeiro neto. Mas tive, em contrapartida, a felicidade de conhecer a minha querida e única Avô, Maria dos Remédios. Soube, mais tarde, porque me dedicou um carinho especial e que esta foto documenta: o puto que está a meio da fotografia e a quem o meu Avô dá a mão num abandono de total confiança, era loirinho.Veio a ficar no fundo de uma charca, perto da casa do Largo do Espírito Santo, na sequência das despreocupadas brincadeiras dos putos. Passei por lá muitas vezes e sempre esse facto me era apontado com redobrada preocupação.

3

Entre estas duas imagens, cumprem-se cinco gerações.

Dentro de outras tantas, os que vierem a seguir poderão recorrer aos arquivos do VMT e confirmarão, entre risos:olha, o nosso bisavô António, o tal que não queria envelhecer?!

4

Meu querido Francisco, cujo rosto, ainda que parcial, revelo, finalmente: é claro que aceito os meus 60 e que bendigo a hora de poder embalar o teu sono, para que possas crescer em sabedoria e, um dia, nos teus 6 anos, ou, quem sabe, aos 16, percebas que fazer anos não custa nada.É por isso que fazer 60 anos a pensar como seria bom rebobinar o tempo para os 6 meses, 6 anos ou 16 anos só acrescentaria angústia e seria evidente sinal de quem ainda não percebeu o que ainda aqui a fazer.

Fazer 60 como quem pensa nos 70, 80, 90, 100, por que não, é que é de homem!!!!

Sim, não são os anos que nos fazem, somos nós que fazemos o que quisermos dos anos que nos são colocados à disposição para que os desfrutemos.

 

PS

(Crónica enviada para o mensário Voz da Minha Terra,Mação, mas que hoje, com o devido agradecimento, aqui antecipo!Obrigado.)

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 01:31
link do post | comentar | favorito
|

Visitantes
pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Visitantes
blogs SAPO
subscrever feeds