Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008
Marco do correio.


Chegam as primeiras notícas, os primeiros ecos, as primeiras colaborações.

FREI LOPES MORGADO


Meu irmão... ÇOLaco,


Paz e Bem!


 


Parabéns pela abertura das portas ao SOL.


A partir daqui, não faltará LUZ a jorrar com toda a vida e gratuidade do SOL, por este espaço dentro.


 


E os que mais SOLcá trouxerem,


mais SOL receberão - mais crescerão,


pois o sol, como o amor no coração da Família é que nos faz viver, florescer e frutificar no mundo.


 


Muito bons dias enSOLarados


a esta janela, a esta porta, nesta varanda do nosso virtual convento franciscano, onde partilharemos ilusões, esperanças, alegrias, memórias e projectos, passado e presente para um futuro novo do País, da Igreja e do Mundo


 


pois o SOL, diz o Povo


quando nasce é para todos.


 


Abraço redondo e quente como o SOL


para todos - também passados, presentes e futuros.


 


FREI LOPES MORGADO


(entrado no Seminário do Amial/Porto em 1949)


 


 P.S.- Envio, em anexo,  poema acompanhado de desenho de pessoa amiga, para dependurares no céu, junto do Irmão Sol, na Hora de Vésperas de um dia destes.


 


 


Pe MANUEL RUFINO DA SILVA



 Caríssimo amigo



 O que mais me move a inscrever-me e a colaborar no IRMÃO SOL  - Órgão da Associação dos Antigos Alunos Capuchinhos - é, principalmente, reflectir e tentar viver a verdade evangélica, na simplicidade da vivência quotidiana, nesta complicada sociedade moderna. O Mundo actual aprecia, hoje, mais do que em qualquer outra época, a verdade, a simplicidade e a coerência em todos os campos, dos cidadãos, mormente cristãos... 

E não há dúvida, de que São Francisco de Assis, é um modelo acabado, destas virtudes...

Um  grande abraço, em Cristo, que desejo seja puro como o de São Francisco

 Pe. Manuel Rufino da Silva

ARMÉNIO CASTRO


Este é de facto o endereço que tenho presentemente em uso.Recebi as tuas mensagens, quer a de dia 1/10, quer a de hoje. O meu reconhecimento e admiração pelo trabalho e dedicação "à nossa causa". Por este meio te envio um abraço fraterno.
Paz e Bem!
Do amigo Arménio Castro

FREI RITO DIAS


Aguardo instrucoes e mais informacoes.

Abraco a todos

Frei Rito Dias

Timor Oriental

AGOSTINHO VAZ


Foto:José Gonçalves e Agostinho Vaz (João Teixeira)

Bem hajas irmão Colaço!!!

Já passei por aqui.Está óptimo!

Agostinho Vaz

JOÃO CASAIS


Olá amigo António Colaço.


Foi com surpreza que recebi este e-mail. O trabalho não foi árduo. Obrigado pelo contacto e fico aguardando notícias.


Um abraço, (do outro lado do mundo: Kazakhstan).


João Casais






publicado por animo às 16:41
link do post | comentar | favorito

GONDOMAR:celebrar meio século




O tempo não é muito.Mas, a pretexto de editarmos algumas das imagens do XII Encontro da Associação, no passado dia 6 de Setembro, no Convento de Gondomar, ( que festeja os 50 anos da presença dos Frades Capuchinhos) aproveitamos para lançar a questão O que é que nos faz reunir uma vez por ano? O que é que procuramos? O que é que podemos melhorar para que não se torne num mecanizado e desenraizado ritual?

O texto que segue foi escrito e enviado por email a alguns dos nossos amigos tendo sido, entretanto, alterado, uma vez que se alteraram as condições de publicação. Ou seja, o IS apareceu! Resolvemos mantê-lo naquilo que tem de pequena croniqueta social, até porque não há tempo para o reformular. ( Claro que esta desculpa da falta de tempo não vai ser norma aqui.O irmão sol é mesmo para valer, para ele todo o tempo do mundo, que o melhor é dizer, todo o tempo para convivermos).









FOTOS:João Teixeira



Gondomar:Tanto para contar

Quero, desde já, referir uma certa sensação de desilusão pela fraca participação deste ano. Julgava eu que os 50 anos de Gondomar poderiam servir de matriz

para um reencontro mais alargado com todos aqueles que por ali passaram. Não adianta chover mais no molhado. A mim, confesso, que nunca estive em Gondomar – apenas comecei a ir lá nas tão desejadas vindimas do "vinho amaricano" que marcavam a nossa outonal rentrée – tal motivou-me para ter tomado a  iniciativa de semear mais de 50 vasinhos com as sementes do girassol e assim, para além de uma tela em acrílico,  homenagear Francisco de Assis e o seu amor pela Natureza e pela vida simples, desprendida. Julgava eu, igualmente, que, vasos e tela seriam entronizados na Missa quer com o Sério ou com o Ramos a cantarem esse must da música franciscana que é o Cântico do Irmão Sol! Azar o meu! Nem um nem o outro lá apareceram este ano. Adiante. A festa fez-se com os que estiveram.



Foi bonito o Ofertório desta Missa. Para além dos vasinhos e da tela, oferecemos ao Senhor o árduo trabalho editorial de Frei Albino Felicíssimo e Frei Lopes Morgado





que compilaram numa edição escorreita " 50 anos de História" da história dos Capuchinhos em Gondomar. Voltaremos a neste nosso lugar de Encontro para analisar, com o tempo que a obra merece, as diversas leituras que ela torna possível. De facto temos o privilégio de ter ainda entre nós muitos dos protagonistas daqueles tempos. Ou, antes, fica aqui já o desafio para que cada um dê testemunho do que é que o livro significa para cada um de nós?
Como este é um relato muito pessoal – quem sabe, outros relatos saltem aí do bem bom da pantufinha – devo confessar que a Missa celebrada na Igreja Principal – gosto da Cripta mas sabe-me melhor a Missa celebrada sem aquele ar de espaço clandestino…. – trouxe-me, este ano, a saborosa missão de acompanhar os cânticos com aquele fabuloso órgão que mal tive tempo para conhecer! Eu que tinha pedido ao Pojeira, na véspera, que me deixassem tocar só um canticozinho no final!!! (Obrigado Leonel, obrigado Sério por não terem vindo!!!Estou a brincar, claro!!).

Acho que a Missa poderia ser enriquecida, na oração dos fiéis, com meia dúzia de intervenções espontâneas, deixar que o Espírito Santo falasse por cada um de nós. É uma sugestão.

Quanto ao almoço, faço parte daqueles que se esquecem dos pratos e partem para os Actos! Não dos apóstolos, mas quase, uma vez que o precioso néctar ( a pinga deste ano era assim-assim, mas o orçamento também não dá para mais. Lá por sermos "menores" não quer dizer que não possamos celebrar as maravilhas de Deus com alguma dignidade!... ) ajuda a olhar para o passado e a convocar dele os melhores momentos deixando espaço, também, por que não, para esconjurar de vez o que correu menos bem! O que o Agostinho Vaz, em parte, materializou com o seu precioso power-point exibido no convívio da tarde!Obrigado, Agostinho.

 






AFINAL O QUE É QUE AQUI NOS TRAZ?

Aqui chegado,cronista por minha auto recriação, dou por mim a reflectir e, sobretudo a relembrar os tempos em que assegurava com os colegas do meu ano e de outros anos, a redacção das revistas Ideal e Sinal+, para não falar dessa revolucionária revista que os noviços do meu ano - no Verão de 1969 - elaboraram, em Barcelos, e que acodia pelo nome, fixem bem, "Avante!".Onde andará ela?!!!Adiante.








Ou seja, deslocamo-nos uma vez por ano a Fátima, a Gondomar – para quando o Porto?!!! – em nome de Quem e para celebrar o quê? Para evocarmos o passado, o que teve de pior ou o que teve de melhor e nos pode servir de matriz para o Presente que cada vez mais se torna urgente, vivido à luz dos princípios de Francisco?



Para insistirmos nas capelinhas entre "os do nosso ano", insistindo numa partilha estafada do passado ou, antes, estafarmo-nos em descobrir o que é que podemos partilhar no presente para ajudar aqueles que, de entre nós, porventura menos bem possam ter passado nos dias que correm?

Que adianta cultivarmos um espírito de grupo, uma vez por ano, se depois, no regresso, permanecemos isolados daqueles que connosco convivem no dia-a-dia das nossas vidas? Ou seja, por que não pensar que um dia, estes encontros podem ser alargados aos nossos vizinhos e aos nossos amigos que ouviram falar não do nosso espírito de grupo mas de que o Espírito alimenta o nosso grupo?!

 



Foto (enviada por Frei Pojeira)

Para terminar, deixo um imenso abraço a todos quantos se empenharam, na pessoa do Luis Marques, e um outro abraço bem forte ao Frei Pojeira ( não, não julgues que te deixamos regressar à franciscana cela!!!)  a quem devo – bem como ao Frei César, a quem manifesto a mais profunda solidariedade nesta hora de dor – estar aqui. É claro que não posso ignorar o meu querido amigo Frei Lopes Morgado que no silêncio da sua capuchinha cela ( gostas desta imagem?!) ou no verde do seu  bíblico jardim – acho mesmo que se a Senhora quiser voltar a Fátima escolherá os frondosos ramos das tuas árvores! -  foi decisivo para esta minha humilde presença.

E agora, já estou a torcer para a viagem a Assis no próximo ano!




Para Assis e em força!!!!

antónio colaço

 





 


publicado por animo às 10:42
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008
Vésperas.Rezar é querer rezar


Obrigado, Senhor, por me iluminares o espírito e acreditar que, afinal, rezar, como dizia alguém, é, também "querer rezar".

Tu sabes, Senhor, que eu não sei rezar mas que quero, a cada hora que passa, estar religado a Ti, meu Criador, e exaltar tudo quanto fizeste para me tornares os dias cheios de Sol.

Obrigado, Senhor, por ter tropeçado em Francisco e, como ele, querer cada vez mais despojar-me do que em mim é supérfluo e vazio e me impede de ver a Luz que me infundiste para que jamais a tristeza, a angústia e os tantos medos em mim tenham lugar.

Senhor, fazei de mim, como Francisco, um instrumento da Vossa Paz e do Vosso Bem.

antónio colaço

 


publicado por animo às 18:13
link do post | comentar | favorito

Saudação de Frei António Martins


É com muita emoção e com redobrado entusiasmo que damos a palavra ao nosso querido  Frei António Martins, nosso Provincial, e a quem agradecemos a disponibilidade manifestada já que o apanhamos, de surpresa, no seu constante vai-vém. Obrigado meu caro. Votos de bom trabalho.E quanto à celebração dos 800 anos é bom relembrar, a quem não esteve em Gondomar - falaremos disso mais à frente - que Assis é a meta para a viagem que a Associação prepara para o próximo ano e na qual contamos com a participação de...todos!

A mensagem:
Umas palavras de "PRESENÇA FRATERNA"

É com surpresa e alegria que tive conhecimento da criação de um espaço tecnológico que servirá de "PONTO DE ENCONTRO" dos corações franciscanos-capuchinhos: "O IRMÃO SOL".

Será um momento privilegiado de partilha de informações e de novos dizeres franciscanos. Será um "dizer a mensagem de Francisco de Assis" nas novas tecnologias... E há muito para dizer e partilhar nesta sociedade desprovida de valores e de horizontes.

Falar do Cântico do Irmão Sol, composto por S. Francisco precisamente quando ele sofria da vista e com dificuldade enfrentava a luz do astro rei, é falar de um espaço aberto, envolvente e abrangente a todo aquele que queira contemplar o Criador do Universo através das criaturas..."Louvado sejas meu Senhor, com todas as tuas criaturas, especialmente o senhor irmão Sol, o qual faz o dia e por ele nos alumias. Ele é belo e radiante, com grande esplendor: de ti, Altíssimo, nos dá a imagem"...

Entendido assim, as coisas criadas são "pegadas" para chegar ao Deus-Criador. Nelas vemos a grandeza, a imensidão, a doçura, a beleza, a majestade, a mansidão, a força, a altura e a profundidade do nosso Deus. A Sua transcendência e a Sua imanência...

Parabéns pela oportunidade que nos é oferecida a TODOS para nos encontrarmos na Alegria, na Paz e na Fraternidade e que constitui um óptimo motivo para nos prepararmos para a celebração dos 800 anos da vocação francisicana, em 2009

Sempre AMIGO

Frei António Martins

 

 



publicado por animo às 17:41
link do post | comentar | favorito

Um instrumento de Paz e Bem


As novas tecnologias são, de facto, e cada vez mais, um meio ao nosso dispor para tornar os nossos dias mais iluminados.

Iluminados, no nosso caso, com a Luz de Deus. Do Deus que nos criou e que está dentro de cada um nós, no mais íntimo de nós, esperando, pacientemente, que demos por Ele, pela sua infinita presença.

Sabemos, agora - o escriba faz (ou, melhor, fez ) parte daqueles que "fizeram de conta", durante mais tempo do que o necessário, porventura,  que Deus era Alguém com quem se encontraria um dia e com quem não se podia contar, a não ser nalguma situação de aperto...  -  que nos acompanha, desde o primeiro dia, respeitando a Liberdade que, como Pai estremoso, nos concedeu, aguardando, com um divino entusiasmo, os resultados dos talentos concedidos.

Estamos, pois, deslumbrados, não com a tecnologia em si, mas com a Iluminação que pode proporcionar em cada um de nós.

2

Nós, os antigos alunos capuchinhos, assim reunidos em associação, e que, sob a protecção de Francisco de Assis, queremos, não só preservar o passado mas, sobretudo, intensificar o nosso comprometimento com um presente feito da Paz e do Bem, à maneira de Francisco, no seu tempo. Não temos a mínima dúvida de que ele utilizaria as novas tecnologias para "reparar a casa " de Deus.

Queremos, pois, fazer desta página, um lugar de encontro entre todos nós, que o mesmo é dizer com Deus. E, tal como no Evangelho, onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, Eu estarei no meio deles. Que o mesmo é dizer, iluminando os seus dias com a luz do irmão sol!( Prepara-te, Ramos,que ainda um destes dias aqui virás cantá-lo no You Tube...) 

Todos os dias, a partir da tarde - qualquer coisa tipo 18, 20 h ou mais tarde - subiremos aqui à capela deste pequenino convento para as nossas Vésperas. Sim, a net também pode ser um lugar para rezar. Religarmo-nos com Deus e com os irmãos.

3

Explicado em traços rápidos o sentido do aparecimento desta página - sendo que a maior parte dos que participámos no Encontro, em Gondomar, no passado 6 de Setembro - já sabemos porque a queremos, trata-se de explicar em duas ou três breves palavras como é que vamos funcionar.

Ou seja, esta página é nossa, alimentada com as nossas palavras e o email que está no "cabeçalho" é a chave para entrarmos, para já, neste nosso WebConvento Capuchinho!

Um destes dias disponibilizaremos a password para entrada directa no irmão sol a quem o solicitar. Deixem-nos arrumar a casa.

Quero aqui agradecer a Frei Hermano Filipe todo o apoio que nos concedeu no arranque da página. Porém, face aos seus muitos afazeres, tivemos de bater a outra porta já que se "fazia tarde" e a expectativa tem sido muita! Obrigado na mesma!Contamos com o seu apoio, desde logo, para inserir esta página, como link, na página da Ordem, de que queremos, ser parte integrante.

Já está pronta uma crónica sobre o encontro de Gondomar que será ilustrado com algumas fotografias.Obrigado, João Teixeira, ( pela trabalheira papparazzi !!!) e aqui fica o convite para que enviem as melhhores que aí têm não só do Encontro como de anos passados!

Debates, "em directo", convite a alguns amigos que escrevem e reflectem nos media, recurso ao vídeo, etc, etc são algumas das ideias em preparação.

Mas A TUA IDEIA tem aqui lugar mais que marcado.Vai pensando nisso!

Como estou a aguardar uma mensagem de Frei António Martins, nosso querido Provincial, vamos proceder, de imediato, ao lançamento oficial da página.

Antes, fizemos um teste de email e, nem imaginam,desde o Kazakhstan a Timor, já recebemos sinais de quem espera para ver o que é isso -ISTO -do irmão sol.

Acertos gráficos vão ter lugar nos próximos dias.Tudo o que pudermos fazer para melhorar a comunicação, mais do que para deslumbrar quem quer que seja, será feito.

Muito obrigado!

O irmão sol aí está a brilhar!

Para que não nos falte a Luz de Deus.

antónio colaço


publicado por animo às 15:03
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds