Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009
ÓRGÃO.FINAL DO 12ºFESTIVAL.JERÓNIMOS
Uff!Finalmente o YouTube aceitou o vídeo ( pequeno excerto) do Concerto de Encerramento do 12º Festival de Órgão e que teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos.
Fiquem com a soprano Susana Gaspar, com Rui Paiva no (novo) órgão, o Coro de Câmara de Lisboa e a Orquestra Nacional do Tejo sob a direcção de Alberto Roque executando o "Sanctus" e o "Benedictus" da Pequena Missa para Órgão de Joseph Haydn(1732-1809)
Um privilégio! Um sortilégio!
Para o ano há mais. Pela nossa parte esperamos que com mais tempo para fruir o que não pudemos este ano.
ac
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=9bCyEXxlP-U]


publicado por animo às 12:15
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2009
UM ANO DE IRMÃO SOL.PARABÉNS,S.FRANCISCO!PARABÉNS, ARMANDO PINTO!
Finalmente, vamos ligar não à Matriz de Mação mas à Igreja da Ameixoeira!

Foi completamente impossível a edição do que quer que fosse nos últimos dias mas também não vamos bater mais no ceguinho. O irmão sol nasceu por vontade própria de quem o alimenta, numa fase incial, e de todos os que o têm alimentado, num outro momento e por uma causa que pareceu justa. Mais não fosse o grande Encontro de Barcelos, o ter-se realizado, já teria sido suficiente para justificar o seu aparecimento.

Compromissos vários impedem maior disponibilidade do irmão que zela aqui pela port@ria pelo que a vida que desejaríamos mais intensa - sim, nomeadamente, a via da oração e meditação - ficarão no coraçãozinho de cada um. Ao menos isso. Só que franciscanismo é partilha!

Durante o próximo ano evitaremos, assim, qualquer tipo de choradinho balofo. Isto faz-se com quem quiser, quando quiser e como quiser!

Agora queremos ir para a FESTA!!!

Amanhã editaremos aqui as mensagens que já recebemos.

Para já, obrigado, João Teixeira, Sério, João Casais e Frei Morgado.

Atenção: o artista contratado estava um pouco nervoso e o Melo ficou com a partitura do "S.Francisco lá na Glória" na pasta lá do coro de Gondomar!!!( Toma, é para não ficar com as culpas todas!!!!).

Parabéns S.Francisco! Este pedacinho vai inteiramente para o nosso querido Acílio! Obrigado pela tua Grande Coragem!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ETdn_eCSIxQ]

 

Já faz um ano que o IRMÃO SOL se ergueu espargindo a sua luz. De PARABÉNS o parturiente. De PARABÉNS todos nós: os que vamos espreitando a portinhola deste conventinho, os que vamos alimentando a candeia.
Ad multos anos!
Sério

_________________________________________

No 1º aniversário do blog Irmão Sol e passado um mês do nosso (re)Encontro
Passado tanto tempo, volvidos cerca de quarenta anos desde que a vida de horizontes conventuais ficou para trás, no que nos diz respeito, houve, finalmente, um reencontro vivido com essas memórias no Encontro de 2009, dos antigos alunos capuchinhos…
- Algo proporcionado pela convivência neste blog de local de encontro virtual, criado há um ano precisamente e descoberto pessoalmente numa das nossas buscas informáticas, há alguns meses, pouco depois da sua criação.
Ora, fora em Junho de 1969 que houvera essa tal alteração na existência pessoal, de quem agora revive, “escrevivendo” isso, na primeira pessoa. Depois de entrada em Gondomar que, não mais esquece, ocorrera a 27 de Setembro de 1965.
A caminho do recente encontro de Barcelos diversas imagens pairaram no subconsciente, de passagens de um passado que fez parte dos caminhos percorridos. Sabendo que nada era igual, já, mas com ânsia de alguma reposição interior, pelo menos em rever caras e feições agora transformadas. Quanto logo à chegada, defronte e no interior da igreja, nos deparamos com fisionomias que nos diziam algo mas não reconhecemos de imediato, tão só pudemos depois descortinar, já na convivência durante a visita ao convento e posteriormente na quinta onde decorreu o convívio, pelas conversas de uns e outros dos antigos amigos e conhecidos.
O tempo passou, mas continua presente o que representa algo que só quem está por dentro de tal dimensão pode comprovar. E este local informático teve tão por demais importante papel, assim todos queiram e possam corresponder. Porque o que representa o nosso passado, por mais que possa de permeio ter acontecido, jamais poderá ser apagado da nossa memória e do nosso ser.
Longra / Felgueiras, 5 de Outubro de 2009
Armando Pinto

____________________________________________

Estimado Tó Zé

No dia  de S.Francisco orientei o Coral do Amial. Foi muito bonito! Quem me veio dar um abraço ? O nosso Afonso! Que surpresa! Não contava com ele. Convidei o Vaz para vir alomoçar a minha casa. Não pode vir pois a esposa partiu uma perna. Fica para breve. Não te liguei antes pois presumi estares ocupado com a campanha. Eu também com o começo das aulas e preocupação com a saúde. Felizmente que foi um pequeno susto. Fico à espera da tua gravação "orgãsmico-musical".Um abraço.

João Teixeira, teu irmão e do Sol! 

NR - As melhoras para ti e lá para casa do Agostinho, nomeadamente para a sua carinhosa mulher.

________________________________________________

Olá! A sorte ( ou a estratégia ) do irmão sol foi ter nascido na Festa de S.Francisco. Os Capuchinhos também o juntamos às nossas comemorações: ontem e hoje, em Fátima, os nossos 75  anos em Barcelos foram e são particularmente lembrados:entregamos a Cruz de S.Damião que peregrinou 3 anos pelas  Fraternidades Franciscanas do país, o grupo de jovens de Stº António cantou a Missa  e representou o Auto Francisco, Um Jovem, Como, Nós. Hoje, às 19 horas, encerram os 50 anos em Gondomar com missa presididda pelo Bispo do Porto.

Parabéns a tutti quanti e Paz e Bem para a AAAC e o irmão sol

Frei Morgado

___________________________________________

Olá caros amigos: Irmão Sol e irmão Colaço.
Irmão Sol, Parabéns pelo teu primeiro aninho de vida!!! Como seria a nossa vida sem a tua companhia virtual?
Embora nem tudo tenham sido rosas neste teu primeiro ano de vida, acabaste por fazer muito mais do que aquilo que se pode esperar de alguém com a tua idade. Devemos concordar que cumpriste a tua missão exemplarmente.
Mas aqui, não poderemos esquecer o teu Criador, e Guardião. Sem a sua coragem e persistência, não terias sobrevivido...Disso não temos dúvidas.
Irmão sol, feliz aniversário.
Irmão Colaço, Guardião deste Conventinho. Obrigado. Não te arrependas. A coragem é própria dos fortes.
Um abração para ti e para todos os visitantes deste Conventinho.
João Casais
 
PS. Voltarei brevemente.

____________________________________________________

 

A todos, uma vez mais, muito obrigado.

E assim, o Girassol de Ouro/1º aniversário, vai inteirinho para o Armando Pinto. Para além de colaborador regular foi o único que, por sua exclusiva iniciativa e sem qualquer intuito, voltou a meter-se ao caminho para saudar este espaço. Ele, que nos descobriu, nas suas habituais "buscas" informáticas. Armando que esteve em Barcelos, não o duvidamos, pelas energias que encontrou no irmão sol. Energias que aproveitaram a mais gente de entre os seus.

O Armando é uma alma incansável e sempre em busca de Sentido para a vida. Obrigado pelo teu estímulo! Parabéns pelo teu Girassol!

ac


publicado por animo às 18:22
link do post | comentar | favorito

ACÍLIO.A CORAGEM DE OLHAR OS IRMÃOS OLHOS BEM DE FRENTE.
Sem mais palavras, o mail do Acílio.Obrigado pela tua lição!

acilioritovaz2

Acílio, deixamos-te na animada companhia de Rito e Vaz. Para que continues a viver em PAZ, mesmo no sofrimento, que sabemos em ti ter todo o franciscano acolhimento.

 «OLHOS FRANCISCANOS»

Bom Dia,Com Paz e Alegria!

 «Subamos para Assis». Foi a última mensagem enviada da cidade do Poverello, no longínquo 22 de Maio. Com o consequente desafio a «descer», partilhando com simplicidade a mensagem evangélica de Francisco, o Irmão universal. Escrevo a 4 de Outubro, um Domingo – Dia do Ressuscitado, mas também dia em que celebramos Francisco de Assis, o Santo da Paz e do Bem. Luís de Camões, num soneto (apócrifo) ao Serafim de Assis, canta:

 

«Fostes de santos uma rara mina;

Almas de mil a mil ao Céu mandastes

Do mundo que, perdido, reformastes.»

 

            Nestes últimos tempos têm-me chegado muitas mensagens de pessoas amigas, manifestando preocupação e perplexidade perante o meu silêncio. Terei abandonado os Capuchinhos e entrado na Cartuxa de Évora?

Agradeço a inquietação. Morremos quando já ninguém pergunta por nós, ou quando nos desinteressamos dos irmãos.

Chegou a hora de partilhar umas migalhas de vida. É tempo de interagir – como agora se diz. Com a firme convicção de que a comunhão vai para além das palavras e das mensagens. Mas também se alimenta com a comunicação fraterna.

            Iniciei há pouco tempo a oração do Salmo 66 como o «Salmo dos meus anos». Por vezes, detemo-nos a esquadrinhar as palavras da Bíblia. Missão necessária, exigente e fundamental: para respeitar o texto sagrado e, sobretudo, para ali descobrir a Palavra que nos rasga horizontes de futuro. Mas há também um movimento inverso: é preciso deixar que a Palavra de Deus nos interprete a nós, interprete e interpele a nossa vida com seus avanços e recuos, alegrias, tristezas, lutas e esperanças.

            Faço este pequeno exercício com o «Salmo dos meus anos». Qual sinfonia em três andamentos. A nível hegeliano, até poderia enveredar pela tese, a antítese e a síntese. Em perspectiva bíblica, podemos evocar a experiência vital de três livros: Génesis (projecto), Êxodo (luta), Apocalipse (realização).

É bom saber que o Salmo 66 é um belo cântico de acção de graças públicas. Destaco a dimensão «pública», comunitária, fraterna, eclesial. Daí esta partilha de vida.

 

 

  1. 1.            «Vinde e admirai as obras de Deus»


 

«Aclamai a Deus, terra inteira,

cantai a glória do seu nome,

proclamai os seus louvores.

Dizei a Deus: «São admiráveis as tuas obras!

Toda a terra te adora e canta louvores;

entoa hinos ao teu nome.»

Vinde e admirai as obras de Deus,

as obras admiráveis que Ele fez diante dos homens.

Por isso nos alegramos nele!

Bendizei, ó povos, o nosso Deus,

fazei ressoar a voz do seu louvor.» (Sl 66, 1-8)

 

São os primeiros versículos do Salmo, o pórtico desta grande doxologia. Por muitos anos que vivamos, sempre ficaremos em défice para com Deus e os seus admiráveis carinhos para connosco. Milhares e milhares de anos não chegariam para cantar a nossa gratidão ao Altíssimo e Bom Senhor, fonte de todo o bem, beleza e encanto por viver. A eternidade mais não é do que uma vibrante sinfonia de Encantamento, Amor e Gratidão.

Como peregrinos, na saúde e na doença, na tempestade e na bonança, na claridade e nas trevas: «Vinde e admirai as obras de Deus»

Nas pequeninas coisas do quotidiano, semeadas de agradáveis surpresas aos de olhar vigilante: ««Vinde e admirai as obras de Deus»

 

Com as três maravilhosas famílias de que vivo rodeado (os Irmãos Capuchinhos, os familiares e os amigos), proclamo: «Toda a terra Te adora e canta louvores.»

De dia e de noite, hoje e por toda a eternidade: «Fazei ressoar a voz do seu louvor».

 

 

  1. 2.             «Tu nos puseste à prova»


 

«Foi Ele quem salvou a nossa vida

e não permitiu que os nossos pés resvalassem.

 Ó Deus, Tu nos puseste à prova

e nos purificaste como se faz com a prata.

 Fizeste-nos cair na armadilha,

puseste um fardo pesado às nossas costas.» (Sl 66,9-11)

 

            Vivo, desde o dia 15 de Setembro do ano passado, uma interminável «Via Crucis», sempre em busca da «Via Lucis» que tarda em despontar. Depois de uma dolorosa e sempre enriquecedora experiência ao longo de vários meses, finalmente  em Maio e Junho, o olho esquerdo atingiu uma percentagem de visão jamais esperada: rondou os 80%, também com o recurso a «avastin», a milagrosa injecção intra-ocular. Uma vista que esteve a poucos segundos das trevas da morte…

            Na Solenidade do Corpo de Deus, concelebrei a Eucaristia na Paróquia da Sagrada Família do Calhariz de Benfica, em Lisboa. Ao proclamar o Evangelho, apercebo-me de que algo estranho me dificulta a visão. Pouco depois, a causa é certeiramente identificada na Clínica: descolamento da retina. Uma retina já bastante fragilizada. No início desta longa Via-Sacra, o arguto Dr. Paulo alertava para a importância decisiva do comportamento da retina em todo este processo.

Eis que, de repente, tudo se desmorona! E a visão desce drasticamente para uns escassos 20%. Voltam as trevas. É a «prova» a que o Senhor me submete, o «pesado fardo» colocado sobre os meus ombros. Em linguagem automobilística dos máximos, médios e mínimos, encontro-me actualmente quase abaixo dos mínimos.

Mas, nada de desistir! A fortaleza é um dom Espírito!

E vieram mais quatro intervenções cirúrgicas: a primeira, a 15 de Junho, com anestesia geral, no Hospital da Ordem de São Francisco, no Porto; as outras três, com anestesia local, todas na Clínica Oftalmológica Ribeiro-Barraquer, nos dias 27 de Junho, 7 de Setembro (hora e meia de intenso e exaustivo trabalho e aturada perícia para o Dr. Paulo) e 12 de Setembro. Nesta última foram 276 «raios» Laser – pacientemente contados pelo incansável frei Avelino. Como «intermezzo», há a juntar ainda uma virose (epiteliopatia ocular) sanada com pomadas de várias espécies. A luta continua! O objectivo é salvar a retina. Sem retina não há visão para ninguém. Será que os espinafres  (graças à luteína e zeaxantina) vão dar uma ajudinha?!

E vão 7 operações à vista esquerda! Corrida ao Guinness Book? Expressão bíblica da plenitude com a «Via Lucis» à espreita? Na Bíblia, o Êxodo só conclui com a entrada na Terra da Promissão…

 

 

  1. 3.            «Bendito seja Deus, que não me retirou a sua misericórdia»


 

 «Vinde e ouvi, todos os que temeis a Deus;

vou narrar-vos o que Ele fez por mim.

 Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração,

nem me retirou a sua misericórdia.» (Sl 66, 16-20)

 

                        O Deus da Bíblia é Abbá, Papá, com entranhas maternas de misericórdia e de ternura. Cada palavra, cada silêncio, cada respiração há-de transformar-se numa majestosa sinfonia à eterna misericórdia do Senhor!

            Volto ao tripé desta partilha. O «Glória» que todos os Domingos cantamos na Eucaristia, tendo origem no cântico dos Anjos do Natal, é um hino profundamente pascal. Também aqui os três andamentos: o louvor, a súplica e a exaltação. Tentei uma nova composição, arriscando a mudança de tonalidade no segundo andamento, o da súplica e da piedade (oscilando entre o Fá maior e o Fá menor…). Mas retomando a simplicidade e beleza do tom inicial: o Dó natural. Em anexo, segue a partitura.

            Não esqueço um antigo alerta de Chico Buarque: «A coisa aqui está preta». Apesar disso, por aqui, o céu continua azul, o mar é imenso, há estrelas no céu, verdes são os campos, há cheiro a maresia… É Outono. Mas com sabor a Primavera…De Evangelho no coração, somos visceralmente pessoas da aventura e da esperança, teimosos sonhadores de paraísos de portas a todos sempre abertas.

            Há dias, numa sessão de fados a que tive o ensejo de assistir, o vasto reportório incluía um conhecido fado: «Ai! Quem me dera ter outra vez 20 anos…» Mais sensível agora a tudo o que refere ao olhar, surpreendeu-me a expressão: «Meus olhos pareciam dois franciscanos…». Vai por outra vertente o itinerário do romântico fado. Mas, quero acreditar que «olhos franciscanos» são aqueles que, mesmo na escuridão, se encantam com a luz e a beleza que o Altíssimo e Bom Senhor derramou, a mãos cheias, por toda a parte, nas pessoas e na natureza.

            É com «olhos franciscanos» que contemplo cada uma das grandes letras com que redijo estes parágrafos. Cada uma destas letras é um hino ao Senhor que criou o Homem e a Mulher com capacidades inauditas de amor e de comunicação – também através destas novas tecnologias.

É com «olhos franciscanos» que, em espírito, contemplo cada irmã, cada irmão que vier a ler esta partilha de vida.

 

Com o abraço irmão e amigo de Paz e Bem,

Porto, 04 de Outubro de 2009

(Festa de São Francisco de Assis)

 frei Acílio


publicado por animo às 17:49
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Outubro de 2009
UM ANO DE IRMÃO SOL
Vai uma enchente mensagens pelo 1º ano do irmão sol que bloqueou.....bla,bla,

 

aguarda edição

 

(Quer dizer se quiseres mandar mensagem podes fazê-lo!Que mais não seja pelos 8oo anos de S.Francisco!!!A ele todos os parabéns!!!)


publicado por animo às 21:20
link do post | comentar | favorito

PARABÉNS, FRANCISCO LÁ NA GLÓRIA!
Ligação "directa" à Matriz de Mação.Aguarda!


publicado por animo às 20:19
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Outubro de 2009
WEBANGELHO SEGUNDO ANSELMO.OS CRISTÃOS E A CRISE
anselmoborges_deus2

 

 

 

 

 

Pe Anselmo Borges

In Diário de Notícias, hoje

Os cristãos e a criseFrente a este título, temos, logo à partida, de reconhecer que é nos países de maioria cristã que estão os responsáveismaiores pela crise. Não foi no hemisfério Norte que começou? Por outro lado, é na Europa que se encontra hoje o melhor nível de vida da história, e o modelo social europeu é invejado. Mas há uma pergunta, aparentemente cínica, para a qual não é fácil encontrar resposta definitiva: somos ricos à custa do Terceiro Mundo? Eles são pobres porque nós somos ricos?


Depois, é preciso perceber que há, nesta questão, níveis ou esferas a distinguir, como escrevi aqui, no artigo "O capitalismo é moral?". À economia não se pede que seja moral, mas eficiente. Por isso, não há uma moral da economia ou da empresa, mas deve haver moral na economia e na empresa.

No Evangelho segundo São Mateus, há um texto terrível - o da parábola dos talentos. Um servo recebeu cinco e conseguiu outros cinco; outro, dois e ganhou outros dois; o terceiro recebeu um só talento e, com medo, guardou-o, para poder entregá-lo ao senhor, quando voltasse. Resposta do senhor: "Devias ter levado o meu dinheiro aos banqueiros e tê-lo-ia levantado com juros. Tirai-lhe o talento e dai-o ao que tem dez. Porque ao que tem será dado e terá em abundância; mas ao que não tem até o que tem lhe será tirado" O dito "ao que tem mais será dado e ao que não tem até o que tem lhe será tirado" ficou conhecido na sociologia como "o efeito de Mateus".

É certo que a parábola deve ser lida à luz do texto seguinte, referente ao Juízo Final, portanto, à verdade última da História: "Vinde, benditos de meu Pai, porque me destes de comer, de beber, de vestir..." O critério de salvação é a bondade e o bem-fazer aos preferidos de Deus, os pobres. Mas isso não nega a necessidade de eficiência da economia.

Onde está então um sistema novo a unir liberdade e justiça, política e moral, amor e eficiência? De qualquer modo, há uma nova tomada de consciência, sintetizada nesta afirmação contundente de um especialista em economia, Jacques Attali: hoje, "coabitam duas tendências: a selvajaria absoluta, que vai fazer com que tudo expluda, se não se agir rapidamente; e a tomada de consciência do interesse de um Estado de direito global, que tudo pode salvar".

No contexto da crise, realizou-se de 3 a 6 de Setembro, em Madrid, com 700 participantes, o XXIX Congresso de Teologia sobre o tema "O cristianismo perante a crise". Ficam aí algumas conclusões.

A crise de 2008 e 2009 é "uma prova de fogo não só para os dirigentes mundiais, mas também para a consciência de muitos cristãos, ao questionar o seu nível de solidariedade comprometida".

Trata-se de "uma realidade de injustiça económica que exclui os mais necessitados e vulneráveis da sociedade", tornando-se patente a fragilidade de uma sociedade que substituiu os valores cristãos pelo "enriquecimento fácil e a ostentação sem limites". Assim, quando "não só a economia e a política, mas também a fé e a ética estão em crise, é hora de solidarizar-se com os grupos mais frágeis da humanidade e recuperar alguns valores cristãos, como a opção preferencial pelos pobres".

"Embora consideremos que o responsável pela crise é o sistema capitalista, que permite que alguns enriqueçam à custa do empobrecimento das maiorias populares, denunciamos a apatia e a falta de compromisso social das confissões religiosas, que se preocupam mais com questões de poder e com continuar a defender situações de privilégio no campo económico e social do que em denunciar as injustiças de um sistema que atenaza os sectores mais necessitados."

Impõe-se construir "uma nova ordem mundial - política, económica, jurídica - alternativa ao neoliberalismo, baseada na cooperação, na solidariedade e capaz de levar a cabo controles efectivos do actual sistema financeiro".

No plano pessoal, "como cidadãos e crentes", temos de assumir compromissos concretos, "renunciando ao consumo irracional e insolidário, vivendo com austeridade, solidarizando-nos de modo efectivo com as vítimas da crise".


publicado por animo às 08:18
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009
NOVO ÓRGÃO TUBOS DOS JERÓNIMOS.ESTREIA ABSOLUTA

Graças à informação de um amigo, aqui mesmo - obrigado, Zé - pudemos desfrutar do Concerto de estreia do novo Órgão de Tubos do Mosteiro doa Jerónimos!

Apenas um reparo, que não é tão pequeno assim. Discordamos, em absoluto, da sua localização. Por que não colocá-lo no Coro alto?

A leitura do conjunto da Igreja fica completamente anulada.Isto se diz a favor da belíssima peça que é o Órgão fabricado pela Organaria Mathis AG de Nafels, Suiça. Uma opinião para fundamentar melhor - diga-nos de sua justiça - mas que hoje, agora, pode esperar.

É para lá que vamos já com o Prof Wolfgang Seifen, Professor Catedrático de Improvisação na Universidade das Artes de Berlim :

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=CPggUA9Frsw]

antónio colaço



publicado por animo às 11:27
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds