Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009
ACÍLIO, OLHA AQUI COMO GOSTAMOS DE TI!
aciliogrupocoralf1

Acílio, olha aqui, vê como gostamos de ti! Estás de novo em grande forma. Aqui estamos nós prontos para ensaiar os teus novos cânticos compostos lá no mais íntimo de ti e onde, em regra, na voracidade dos dias, nós, os que aparentemente nada pestanejamos, precisaríamos de descer. Claro, não pelos motivos que te obrigaram a parar . O escriba mente.Permitam-me apanhar o exemplar e estóico comboio de Frei Acílio, em seu dorido leito, para relatar a meia dúzia de dias no Hospital Gama Pinto, primeiro, e, em casa, alguns meses, depois - faz agora um ano -e em que por via de um descolamento de retina percebi como foram importantes esses dias para descolar da minha por vezes frenética rotina! Sei, portanto, do que falo  e confesso, todavia, que também foram dias de intensa e profunda meditação embora sem a profundidade mística de Acílio,e por isso fico feliz por te ver de novo aqui! Aqui, quer dizer, tardas em aparecer. Apanhei-te no mail com que nos privilegias a todos. Mas...para o irmão sol tens de arranjar um minutozito, quer dizer. Não é pedir muito, raio! Já que te abeiras do computador, lança sobre nós esse teu novo e sempre radioso olhar! Agora é que é!

Senhoras e senhores, Frei Acílio Mendes  no seu melhor! Para os que não tenham recebido o mail com as novas composições, enviaremos, por mail, para quem pedir!Obrigado.

AH! QUEM QUISER MANDAR UM ABRAÇO AO ACÍLIO INTÉ QUE PODIA APROVEITAR O NOSSO MAIL QUE A GENTE DEPOIS REENCAMINHA PARA ELE SABER QUE EXISTIMOS E GOSTAMOS MUITO DELE!!!tá?!

antónio colaço

«BENDITO SEJA DEUS,


Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo,


que do alto do Céu nos abençoou,


com todas as bênçãos espirituais em Cristo.»


 


(São Paulo, na Carta aos Efésios: 1,3)


 


                        «Bendito seja Deus!» Desde o passado dia 19, tem sido este o estribilho insistentemente repetido, cantado ou sussurrado em todos os tons e modos. Com a voz. Com o coração. As notas da partitura em anexo são simples rabiscos de uma indescritível vivência interior.


                        Escrevo a 25 de Fevereiro. Exactamente cinco meses após a primeira operação à vista esquerda. Inicia-se hoje a Quaresma. Nos óculos foi colocada uma nova lente, de acordo com a actual situação da vista. O ritmo das estações diz-me que estamos no Inverno. No calendário litúrgico celebramos o início da Quaresma. Mas, tanto interior como exteriormente, sinto-me numa florida Páscoa antecipada e em jubilosa Primavera. No Evangelho de hoje (cf. Mt 6,17), o Senhor propõe-nos cabeça perfumada (festiva) e rosto lavado (alegre). A luz do Ressuscitado ilumine os olhos do meu coração! A Palavra de Deus seja sempre «farol para os meus passos e luz para os meus caminhos» (Sl 119,105), hoje que celebramos 54 anos da fundação do Movimento de Dinamização Bíblica dos Franciscanos Capuchinhos. Bendito seja Deus! Magnificat! Tudo canta e grita de alegria! Aleluia!


                        Partilho, em síntese, as etapas mais decisivas de uma experiência vivida num percurso lento, doloroso, paciente e enriquecedor. «Tudo é graça de Deus! Tudo é dom do Senhor!»


                        No passado dia 22 de Setembro enviei um e-mail com o título «Alegrai-vos comigo». Ainda no rescaldo do Salmo dos meus anos: «Tudo canta de alegria» (Sl 65). Com a descrição de uma pitoresca viagem de Fátima ao Porto, em autocarro da Rede Expressos. Pela primeira na vida, desfrutando de um invejável desconto de 80 cêntimos, uma das benesses da TIA (Terceira Idade Activa, digo eu).


            Jamais imaginaria o que me esperava no seguimento dessa viagem. Passados cinco meses, ainda me encontro no Porto! Como que sujeito a «termo de identidade e residência» e munido de invisível «pulseira electrónica»… Uma consulta na Clínica Oftalmológica Ribeiro-Barraquer desencadeou uma reviravolta de 180 graus em sonhos e projectos.


                        Uma primeira operação de urgência à vista esquerda, a 25 de Setembro, para extracção do cristalino, a deambular no interior do olho.


                        Uma segunda operação, a 17 de Dezembro, para a colocação da lente (ou cristalino artificial). E aqui sobreveio a complicação. De repente, o inesperado aconteceu em plena intervenção cirúrgica. Poucos são os segundos disponíveis para travar a morte do olho. Uma possibilidade que me espreita no período pós-operatório. Seguem-se tempos de angústia e de trevas, noites e dias de dores indescritíveis. Procurando sempre um «olhar» novo e diferente, mais interior, segundo o Espírito de Deus, numa tentativa de tudo «ver» a partir da Fé. E do coração. Com uma certeza inabalável que nos vem da Palavra da Vida: «O Senhor protege-nos, vela por nós e guarda-nos como à menina dos seus olhos» (cf. Dt 32,10).


                        A 07 de Janeiro, uma feliz notícia. Em princípio, a vista esquerda está salva, tendo conseguido ultrapassar o «Cabo das Tormentas». A grande batalha estava ganha! Aos cuidados intensivos da Clínica juntam-se umas «enormes cunhas lá em Cima…», no dizer do Dr. Paulo.


                        No dia 25 de Janeiro, celebração da Páscoa dominical e festa da «conversão» ou encontro de Paulo de Tarso com o Ressuscitado na estrada de Damasco, após quatro meses de impossibilidade de leitura e tendo caído dos olhos algumas «escamas», proclamei pela primeira vez o Evangelho na Eucaristia das 11h30, tendo a Assembleia aplaudido tão significativa vitória.


                        Mas o percurso não é linear. E a 05 de Fevereiro, um novo revés conduz a uma terceira intervenção cirúrgica. Uma injecção intra-ocular procura socorrer a retina, abalada ainda pela hemorragia, hematoma e inflamação; também no intuito de se conseguir mais alguma percentagem de visão.


                        Finalmente, a 19 de Fevereiro, constatando uma recuperação de cerca de 60% de visão na vista esquerda (há oito anos que a direita me oferece uns escassos 15%), são receitadas novas lentes para os óculos a usar. Para um olho que, durante meses, mergulhou nas trevas e esteve mesmo às portas da morte, trata-se de um verdadeiro milagre, uma passagem das trevas para a Luz, do Inverno para a Primavera, da morte para a Vida. Um acontecimento verdadeiramente pascal. A Liturgia desse dia apresenta-nos o Salmo Responsorial: «Escreva-se tudo isto para as gerações vindouras / e o povo que se há-de formar louvará o Senhor» (Sl 102,19).


                        Bendito seja Deus! É o Apóstolo Paulo quem me oferece o mote, num dos Hinos mais belos e empolgantes que o Novo Testamento, pela mão de São Paulo, nos transmite.


                        Pela competência profissional, perícia a toda a prova e acompanhamento diário do Dr. Paulo Ribeiro e de tantos intervenientes da Clínica Oftalmológica Ribeiro-Barraquer: Bendito seja Deus!


                        Pelas centenas e centenas (milhares?) de gotas das mais variadas espécies (Oftaquix, FML, Atropocil, Azopt, Voltaren, Edolfene, Gentadexa, etc.) que a medicina preparou para terapia dos nossos olhos e que, ao longo destes meses, os Irmãos «diáconos» me puseram na vista, com persistência e dedicação: Bendito seja Deus!


                        Pelo acolhimento fraterno e disponibilidade «maternal» dos Irmãos Capuchinhos, com especial destaque para os Irmãos da Fraternidade do Porto, incansáveis cireneus, generosos samaritanos e solícitos diáconos: Bendito seja Deus!


                        Pela presença solidária, preocupação permanente e comunhão orante de familiares e amigos, espalhados pelos quatro cantos do Mundo: Bendito seja Deus!


                        Pela comunhão dos santos, a descoberta de insondáveis mananciais de esperança em tantos irmãos e acontecimentos, a partilha de energias positivas e reconfortantes: Bendito seja Deus!


                        Pelas belezas da Música, as possibilidades das novas tecnologias, os encantos da contemplação e da partilha: Bendito seja Deus!


                        Pela irmã lupa, o irmão computador, a irmã internet, o irmão telemóvel, com as admiráveis possibilidades que nos trazem: Bendito seja Deus!


                        Pelos olhos grandes, abertos, vivos e provocadores do Cristo da Cruz de São Damião, que nestes dias nos visita, como desafio à reconstrução da casa do Senhor e à vivência do Evangelho como Regra de Vida e Luz dos nossos caminhos: Bendito seja Deus!


                        Pela poderosa intercessão de Nossa Senhora da Luz, de São José, de São Francisco e de Santa Clara de Assis, de São Pio de Pietrelcina, de São Paulo Apóstolo, de Santa Luzia, dos Bem-aventurados Francisco e Jacinta Marto, do Beato Nuno de Santa Maria (com a canonização marcada para o dia 26 de Abril), da Beata Alexandrina de Balazar e de todos os santos e santas: Bendito seja Deus!


                        Por cada uma das letras do Hino da carta aos Efésios, por cada letra desta comunicação de vida, por cada uma das notas e pausas da partitura: Bendito seja Deus!


                        Por todos e por tudo, agora e para sempre: Bendito seja Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Ámen. Aleluia!


                                   O abraço amigo e muito agradecido,


 


Porto, 25 de Fevereiro de 2009



publicado por animo às 19:10
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds