Quarta-feira, 13 de Maio de 2009
FÁTIMA EM ASSIS
Preparava-me para assinalar o Regresso e o milagre aconteceu!

Directamente de Assis, Frei Acílio Mendes. Um mail partilhado que aqui destacamos!

Obrigado Frei Acílio!Como é bom saber-te em Assis, novamente de olhos bem abertos!Para ti as imagens colhidas, ontem, em Fátima e que convoco para ilustrar as tuas palavras!ac

fatima2

Buon giorno,

buona gente!

Pace e Bene a tutti,

fratelli e sorelle!

 

Continuo em Assis, a beber da nascente que jorra sem parar.

Hoje, dia 13 de Maio, os Irmãos Capuchinhos, por especial atenção, quiseram celebrar, na Liturgia das Horas e na Eucaristia, a comemoração de Nossa Senhora de Fátima. Embora sabendo das dificuldades em enxergar as letras do Missal, pediram-me para presidir à celebração da Eucaristia da Fraternidade.

fatima3

Eis-me, de repente, a pensar nas múltiplas relações entre Fátima e Assis, assim como entre Assis e Fátima. Foi a homilia. Deixo algus apontamentos:

 

Há dois níveis de contemplar Fátima e Assis. Tal como a nossa aproximação à Bíblia.

O nível simples, popular, folclórico e, por vezes, até comercial.

E um outro nível mais profundo e exigente, o do «mistério da Fé». As próprias leituras da Palavra de Deus aludiam a estes dois níveis: ou ficar-se pela circuncisão como rito externo (Actos) ou pelas parras das videiras (Evangelho). Ou então «circuncidar» o coração e alegrar-se com a salvação que é Cristo e «permanecer» bem unido a Cristo para dar fruto e fruto abundante e permanente...

 

Neste nível mais profundo, o nível da Fé e da simbólica, temos muitas dimensões a descobrir. Em Assis e em Fátima.

Por exemplo:

 

Tanto em Assis como em Fátima há a manifestação de Deus, o Deus da Paz e da Misericórdia. Um Deus que se revela aos pequeninos: em Fátima aos três pastorinhos (Lúcia, Francisco e Jacinta). Em Assis, a Francisco, «il Poverello»,  a Clara, a «plantazinha» e seus companheiros, os «menores».

 

Todas as manifestações de Deus são «por nós e para nossa salvação». Os três pastorinhos descobriram muito cedo esta dimensão da «solidariedade» com os pobres e os pecadores. Daí, a sua oração, sacrifícios e renúncias. Francisco de Assis teve sérias dúvidas se ficar eternamente na sedutora vida eremítica ou andar, como Jesus de Nazaré e seus Apóstolos, de terra em terra a anunciar a Feliz Notícia do Abbá. Foi o primeiro Fundador a escrever na Regra um capítulo sobre os que partem para as missões... A Senhora de Fátima «percorre o mundo inteiro» de mãos erguidas (oração) e pés descalços (penitência) a apontar a todos os seus filhos o seu querido Filho Jesus, como Caminho, Verdade e Vida.

 

A mensagem de Fátima é mensagem de penitência e de oração. O grupo dos que embarcaram na aventura evangélica de Francisco começou por chamar-se «os Penitentes de Assis». Sempre houve na Família Franciscana uma tensão para a oração, o deserto, o eremitério, os Cárceri, o Alverne... Os Capuchinhos nasceram na Igreja com este especial ímpeto contemplativo.

 

Em Fátima e em Assis há a manifestação do «rosto materno de Deus» na presença de Maria, a Mãe de Jesus e a Mãe da Igreja, a Senhora mais brilhante que o Sol. Com simplicidade Maria é invocada nas estrofes populares do «Ave de Fátima» (letra do poeta Afonso Lopes Vieira), mas também noutros cânticos de conteúdo mais teológico como o «Ave, o Theotokos, Ave, o Mater Dei!». Franciscco desfaz-se em loas e saudações à Virgem Santa Maria: «Salve, Senhora santa Rainha, Virgem feita Igreja! Salve, casa de Deus!...» 

 

Importa estudar a Mariologia e o Franciscanismo nas Universidades e na Catequese. Mas, a mensagem principal de Fátima e de Assis capta-se pela «via do amor», o coração. Francisco e Clara são os santos da Ternura e da Bondade do Altíssimo, Omnipotente e Bom Senhor. Em Fátima há a manifestação do imaculado «Coração» de Maria e do humilde «Coração» de Jesus. Os filósofos Aristóteles e Platão são duas fontes inspiradoras, de cariz diferente, mas sempre convergente na procura do Bem, da Verdade e da Beleza...

 

Tanto em Fátima como no projecto de Assis, o destinatário principal é o Povo. Os Capuchinhos são conhecidos como os «frades do povo». Em Portugal, os que, com simplicidade, levam a Bíblia, a Palavra de Deus ao Povo... Na recente tragédia do terramoto de Áquila, os únicos religiosos que ali permaneceram com o Povo foram os Capuchinhos (o seu actual «convento» é o vagão de um comboio...)

 

Tanto em Assis como em Fátima, importa descobrir a «geografia da salvação». Em Assis, há lugares «sagrados», como: o «túmulo» de Francisco e seus companheiros, na Basílica; a Porciúncula, em Santa Maria dos Anjos, o convento de São Damião; a Cruz de São Damião e a presença do «corpo» e do espírito de Santa Clara, na Basílica que lhe é dedicada; o santuário dos Cárceri... Em Fátima, são lugares sagrados: a capelinha das aparições, o altar da capelinha, da Basílica e da nova Igreja da Santíssima Trindade (todas as peregrinações convergem para o altar da Palavra e da Eucaristia); as capelas da Reconciliação, a capela da adoração do Santíssimo Sacramento...

 

E muito mais haveria a aprofundar. Mas, falta-me o tempo e o engenho...

fatima4

 

Só falta referir que, no final da Eucaristia, cantámos com entusiasmo o «Ave de Fátima».

 

Em louvor de Cristo, de sua Mãe Maria Santíssima e dos seus servos Francisco e Clara de Assis.

 

O abraço fraterno, fatimista e assisiense,

frei Acílio


publicado por animo às 10:55
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds