Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
A BARCAÇA DE NOÉ!Joaquim Afonso regressa à escrita
capuchinhosw

-Touê, Joãoê! Oh! pá, aquele gajo lá do Sul nom me larga e olha, aí bai disto, carago!!! Diz se gostas!!!

A BARCAÇA DE NOÉ


 



Incumbe-me Delgadus Maximus, superior altíssimus ab conventum, depois de consultar seus venerandos anciãos reformados e altas patentes da hierarquia e também auscultar os altos desígnios dos deuses, gravados a ferro e fogo nas tábuas abençoadas em parte incerta, suspeitas que em Gondilanes, Vilarecho, terras baixas de Barreiro ou afins de Fafe ou algures em Messejana, onde antes havia mar ou Mação de Alcains ou talvez em Requeixo – Travassós e segundo testemunhos e notícias mais recentes porventura misturadas com tijolos ressequidos e outro lixo não reciclado de um antigo monumento restaurado lá para os lados… com muito dinheiro de usurários e contribuintes anónimos para augúrio de poucos que representam muitos e que pincelados por génio de artista habituado a vasculhar os caixotes de lixo, vulgo (baú de arte menor),

exposiçãomarço2

Nova imagem (23)

 

 enobrecem causas diferentes e altruístas dignas de mérito, diz-se, que me dirija ao mais senior ou ao mais junior e lhe revele o profundo sonho oculto desde tempos imemoriais, no sentido de construir um convento mais adequado à modernidade eremita.

Podendo ser na Costa dos Lameiros, perto da Costa de Paredes, transição para S. Michel del Monte, lugar ermo, cheio de mato, urtigas e silvas, figueiras do diabo e figos já maduros nesta época, abelhas, vespas e abelhões, mel silvestre, grande variedade de plantas raquíticas e picantes, muitos insectos e répteis não venenosos, batráquios microscópicos em extinção, dispersos por lagos e pequenos riachos onde antigamente surgiram vulcões provados por cientistas de renome que já estudaram a arqueologia, fauna e flora e penedia adjacente, desejosos de vida quase extinta, água de mina descoberta por Celtas e Iberos,  pastagens verdejantes  para vacas, bois, cabras, cabritos, ovelhas e carneiros, coelhos, lebres e lagartos minúsculos pouco evoluídos  do  Rex  Dinossaurius, dizem, habitat de civilizações antigas, superiores e prematuramente extintas pelo dilúvio, com bela vista para o céu estrelado,  Gondilanes, monte de Santa Cristina d´Agrela, Senhora do Sameiro, Bispos e Arcebispos de Braga e outras p(u/o)testantades, picos das serras do Gerês, Falperra e Cabreira, muito propícias ao silêncio – montes e montanhas sacrossantas - itinerários remotos de peregrinações antigas entre norte e sul, segundo a tradição oral.

Aí instalados, distribuir-se-ão por três luxuosas tendas: uma para o chefe orientada para a constelação de Cassiopeia, outra para os simples orientada no sentido da ursa menor e outra para os mais simples e divergentes, vulgo ofmcap  e abandonados, orientada no sentido da ursa maior, mas todas em sintonia com a estrela polar e a lua.

As três tendas primariam pela higiene, bem - estar colectivo.

Assim dispostas em lugar privilegiado e quase divino, à semelhança de Noé, no caso da subida crescente e inesperada da água do mar, das ondas e da mina do ermo, todas as populações das zonas mais baixas ficariam submersas e nós salvos estaríamos.

Se tal acontecer, o remédio é embarcar, transportando no mínimo um casal de animais e de aves do ermo, nomeadamente pardelhos diversos com exclusão de pegas e éguas selvagens, cucos, morcegos, rolas, cegonhas e melros e porque não, os canários e piriquitos armazenados em cativeiro, sabe-se lá onde, e assim, hoje, graças ao GPS não seria difícil a orientação, pois animais cheiram animais e esta cadeia de odores funciona como as ondas hertezianas e movidos pelo instinto de conservação atracariam onde lhes cheirasse a animais, claro de outra estirpe, mas da mesma espécie. 

Provavelmente sonhando com a Quinta Pedagógica D´Alvarenga, mais atraente, cheirosa e propensa ao reencontro e acasalamento, em Alvito S.Pedro- Barcelos.

Na dita cuja, encontrariam refúgio e lautamente saciariam muita fome da extenuante  viagem e da permanência no ermo. Conviveriam amistosamente com os animais mais evoluídos pedagogicamente, os mais sábios dariam eloquentes lições aos mais ignorantes e aqueles que por motivos muito graves se não enquadrassem na dita, seriam expulsos e lançados aos bichinhos muito transfigurados e irreconhecíveis ou ao pântano do dilúvio, acabando por se extinguirem alimentando copiosamente os irmãos peixinhos, privando -se assim do verdadeiro paraíso ecológico. Deixariam de se reproduzir e pecar contra um mandamento original bíblico.

capuchinhos4

 

O chefe ficaria triste, depois de tantas e heróicas chamadas de atenção para os comportamentos menos adequados e ausência, o céu que está próximo, tornar-se-ia num inferno.

capuchinhos6a

 

Alguns dos sobreviventes da Barcaça de Noé (vendo-se o autor da prosa na ponta direita!!) , secando seus corpos a caminho de Barcelos, no próximo dia 5 de Setembro.(Por acaso a foto é de 1969, nas margens do Cávado, Barcelos!!!)

 

Portanto, se isto acontecer, depois de passar a “Babilónia” atormentada, quase sem timoneiro e debaixo dos destroços sobreviver e conseguir ver o fim do túnel é sinal de vitória. Lá retemperará as forças e participará num opíparo banquete e do bolo trazido de Passos, lá para os lados de Mirandela, que segundo rezam as escrituras mais antigas, será jubilosamente servido a quem o merecer, num trono elegante, um à direita e outro à esquerda, solenemente presididos por duas grandes e ilustres personagens e restantes acólitos, que presumo discursaria da maneira que já o Outro, o mais velho discursou e que me atrevo a citar: “ Vinde a mim, meus dilectos filhos queridos, extraviados, desterrados e abandonados livre ou forçosamente, tipo pai do filho pródigo, errantes por caminhos tortuosos e íngremes, nunca antes navegados e eu vos aliviarei;  comei e bebei, não o pão que o diabo amassou, pecai até à saciedade, pois  a vós está reservado “ in aeternum” um grande lugar neste templo a que tendes direito desde o princípio, desde que iniciaste esta grande jornada em direcção à Quinta Pedagógica prometida. O altíssimo é tão clemente e misericordioso que se alegrará. Aqui, já não são precisas mais tendas, deixai-as, saí do inferno de cafarnaum, pois tendes um parque onde podeis estacionar as vossas carroças, carabanas e  autocarabanas, bicicletas e até avionetas e motas de água. Se houver um dilúvio ,telefonarei para a baleia e as vossas vidas estarão salvas. É tudo o que tenho para vos dizer e oferecer. Quereis mais?”.

O superior ab conventum Maximus ficará muito contente ou triste ao saber que o mensageiro brincou e desvirtuou o seu augusto desígnio.

Obrigado.

Joaquim Afonso

 

NR - Para o redactor de serviço este é um momento privilegiado. Ou, como dizíamos em linguagem inventada pelo Jockin ( carinhoso diminutivo do Quim Afonso ) PIMVA! PIMVA!  O Quim já cá está!!!) ac


publicado por animo às 15:12
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

IR EM FRENTE MESMO QUE SE...

IDE EM FRENTE . MENSAGEM ...

PARA FÁTIMA E EM FORÇA ....

UMA ESPÉCIE DE ADEUS ATÉ ...

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

AS MÚSICAS DA MÚSICA TOCA...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

CAPUCHINHOS DE 1968 . CON...

ANTÓNIO SILVA E ARMÉNIO M...

ALMOÇAI EM MINHA MEMÓRIA ...

arquivos

Julho 2017

Setembro 2016

Março 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds